terça-feira, 31 de maio de 2016

Prefeito Aderilo Alcântara está novamente entre os melhores prefeitos do Ceará

0 comentários
A seleção concluída na da tarde de hoje e aconteceu na Sala 7, das Comissões Técnicas da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, a PPE, Promoções e Eventos, capitaneada pelo engenheiro Roberto Farias e seu filho Leonardo Filho e mais uma Comissão Julgadora composta por 35 convidados, com os votos consignados pelo Selo Verde, Menor Mortalidade Infantil, Menor Índice de Analfabetismo e 60.089 votos pela internet apontaram 36 Prefeitos/Prefeitas como os Destaques da Administração Municipal do Ceará 2016/2016- 29ª Edição.

A Comissão apuradora foi presidida pelo Dr. Irapuam Aguiar e integrada pelo Dr. Walmir Rosa, da Procuradoria Jurídica da Assembleia, por Gabriela Antunes, do Tribunal de Contas do Estado, por Leonardo Farias (da PPE) e pelo vovô Viana, representando ao lado de Marcos Saraiva, além de rádio, jornal, internet e rede facebook.

VEJA A LISTA DAS CIDADES HOMENAGEADAS (POR ORDEM DE VOTAÇÃO):

Camocim, Tauá, Granja, Fortaleza, Brejo Santo, Massapê, Acopiara, Cedro, Maranguape, Mombaça, Novo Oriente, Viçosa do Ceará, Campos Sales, Caririaçu, Pacatuba, Palhano, Quiterianópolis, Boa Viagem, Orós, Milagres, Morada Nova, Horizonte, Potiretama, Eusébio, Acaraú, Parambu, Sobral, Tururu, Aracoiaba, Barbalha, Iguatu, Itatira, Quixeramobim, Russas, São Gonçalo do Amarante e Caucaia.

CRITÉRIOS:

Observe os critérios de avaliação (Selo Verde, Menor Mortalidade Infantil e Menor Índice de Analfabetismo) e veja se o seu município está em ordem com esses quesitos e se de fato merece a premiação.

Avol

Leonardo Araújo responsabiliza Governo do Estado por mortes em presídios

0 comentários
O deputado Leonardo Araújo (PMDB) afirmou, durante o segundo expediente da sessão plenária desta terça-feira (31/05), que os agentes penitenciários não são culpados pelas mortes que ocorreram em rebeliões no sistema prisional cearense.
“Houve rebeliões nos presídios que deveriam resguardar a segurança desses cidadãos, que são pessoas que não estão aptas ao convívio social. A imprensa divulgou que o governador Camilo Santana, em ato de extrema injustiça, responsabilizou os agentes penitenciários, imputando-os a responsabilidade pela carnificina de quase 30 mortos, que tiveram sua vida ceifada nos presídios, quando deveriam ter sua vida resguardada pelo Estado”, avaliou o parlamentar.
Ainda em seu discurso, o deputado Leonardo Araújo falou sobre diversas tentativas da categoria em marcar reuniões com o governador Camilo Santana, que resultaram em atas assinadas pelo secretário da Justiça, Hélio Leitão, e pelo chefe de gabinete do Governo do Estado, Élcio Batista.
O deputado lembrou ainda que a categoria recuou e optou por não fazer movimento grevista quando o Governo do Estado atendeu a reivindicação e anunciou reajuste de gratificação dos agentes. “O Governo tinha recurso para investir e não fez antes por prepotência, arrogância e responsabilidade”, criticou o parlamentar, que atribuiu a culpa da crise ao Governo do Estado e às secretarias da Justiça e da Segurança Pública.
Em aparte, o deputado Capitão Wagner (PR) lembrou que, quando houve crise no sistema socioeducativo, “também quiseram jogar a culpa nos agentes”. Segundo Capitão Wagner, à época, agentes foram demitidos por terem sido acusados de tortura por adolescentes infratores, quando nem estariam de serviço. “Jogar toda a responsabilidade na categoria e isentar o Governo da sua responsabilidade é no mínimo leviano”, opinou.
Já o deputado George Valentim (PCdoB), também em aparte, defendeu a atuação do secretário da Justiça, Hélio Leitão. “Sabemos da competência e do respeito que Hélio Leitão tem pela categoria. Tenho convicção que vários desses fatos serão esclarecidos. Esse é um problema nacional e não exclusivo do Ceará”, avaliou.
LF/GS

Presos terão que arcar com custos da sua hospedagem dentro dos presídios

0 comentários
Tramita, no Senado Federal, de autoria do pouco conhecido senador Waldemir Moka, do PMDB-MS, um projeto que tanto poderá gerar muita polêmica, como também poderá representar o começo de uma discussão realmente séria e objetiva a respeito do sistema penitenciário nacional. Segundo a matéria, todo detento que tiver condições financeiras, terá de arcar com os custos da sua “hospedagem” nas penitenciárias do País. 

Para o senador, o poder público não pode mais arcar com os custos de cada preso, em torno de R$ 2,7 mil a R$ 3 mil por mês. Na sua maneira de ver, a medida seria duplamente pedagógica, motivando os detentos a sentirem a necessidade de trabalhar e motivando empresas a assumirem parcerias com o poder público. 

Da discussão dessa proposta, poderá ser debatidos os modelos de privatização e de terceirização de presídios. No primeiro caso, empresas constroem com seus recursos os presídios e arrendam ao Governo, a quem cabe a função de administrar internamente os presos, fazer vigilância, alimentar, dar assistência médica, etc. No caso da terceirização, a empresa privada recebe do Governo a tarefa de administrar o presídio, oferecendo alimentação, vestuário, atendimento médico, assim como proporcionar meios de trabalho naqueles locais. 

Este último sistema, utilizado na França, tem sido o mais eficiente, inclusive para evitar a superlotação carcerária, melhorando a ressocialização de presos. Seja qual for o modelo a ser adotado no Brasil, diz o senador Moka, não há como fugir à dura realidade de que o nosso sistema penitenciário, além de ter fracassado redondamente, ainda ganhou a pecha de piorar aqueles a ele submetidos, o que representa crescente ameaça a toda a sociedade. Embora se saiba que essa discussão chega  com enorme atraso, o   projeto de Moka, passível de muitas emendas, pode não ser o melhor, mas é a chance para se tentar corrigir tão lamentáveis falhas dos nossos governantes em geral.

Fernando Maia

Carlos Matos diz que monólogo apresentado na UFC desrespeita fé Cristã

0 comentários
O deputado Carlos Matos (PSDB) também criticou, no primeiro expediente da sessão plenária desta terça-feira (31/05), o monólogo Histórias Compartilhadas apresentado durante o seminário sobre gênero e sexualidade da Universidade Federal do Ceará (UFC). O parlamentar informou que irá elaborar um requerimento solicitando que a Comissão de Direitos Humanos e Cidadania convide a representação da UFC à AL para prestar esclarecimentos sobre a peça.
Para Carlos Matos, a produção não pode ser caracterizada como arte, e ainda desrespeitou a fé dos cristãos. O tucano disse, ainda, se tratar de “ativismo político”. Ele criticou ainda o fato de, conforme noticiado pelo jornal O Povo, a peça ter sido patrocinada pelo Governo do Estado e Prefeitura de Fortaleza, assim como pelos gabinetes dos deputados Elmano Freitas (PT) e Augusta Brito (PCdoB).
O parlamentar qualificou ainda de “vazia e omissa” a nota divulgada pela universidade em resposta às críticas à produção veiculadas na rede social. Segundo ele “ter fé ou não é um direito de cada um, essa não é a discussão. Agora, fazer ativismo político e debochar de um símbolo que representa a fé da maioria dos cidadãos brasileiros e chamar isso de modernidade não está correto”.
Em apartes, os deputados Walter Cavalcante (PMDB), Danniel Oliveira (PMDB) e Ferreira Aragão (PDT) também questionaram o monólogo.
De acordo com Walter Cavalcante, o povo católico se sentiu “atingido”. “Imagina se o Plano Nacional de Educação tivesse sido aprovado da forma que esses defensores da liberdade querem, destruindo nossa família, nossa fé e tudo que acreditamos”, questionou.
Danniel Oliveira ressaltou a importância de se respeitar a fé de cada um; enquanto Ferreira Aragão defendeu que a peça “é um crime” e que a universidade deveria ser punida por permitir esse tipo de conduta. “O direito à religião é sagrado”, acentuou.
A deputada Augusta Brito esclareceu que nunca patrocinou nenhum tipo de peça que desrespeitasse a fé e nenhum outro tipo de conduta semelhante. E informou que concedeu apoio e não patrocínio a um seminário sobre sexualidade e gênero, que sequer previa essa apresentação. A parlamentar sugeriu ainda que ao se expor o nome de colegas, procure se aprofundar na informação e verificar a sua  veracidade.

Próximas operações da Lava Jato tem como alvo o Senado e Lula

0 comentários
O Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, e a força-tarefa da Operação Lava Jato em Brasília (no MP) e em Curitiba (Justiça Federal) preparam duas grandes operações que vão sacudir o mundo político em Brasília e São Paulo: a Senatus e a do Barba – não necessariamente nesta ordem e com estes nomes, mas com estes alvos.

A próxima fase da Lava Jato, a 31ª, deve pegar em cheio o Senado Federal. Não só pela homologação da delação premiada de Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro ( a coluna antecipou que havia um áudio bomba  por vir ), mas por tudo o que já se apurou até aqui sobre o que disse o ex-senador Delcídio do Amaral, e sobre os documentos apreendidos nas residências e escritórios do senador Fernando Collor (PTC-AL).

Por baixo, pelo menos quatro senadores estão na mira diante do descoberto até agora: o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), Romero Jucá (PMDB-RR), Edison Lobão (PMDB-MA) – citado por delatores – e Collor.

A dúvida da PGR e da Justiça Federal é se pedem ao Supremo Tribunal Federal autorização para prisão ou apenas condução coercitiva, seguida de mandados de busca e apreensão em gabinetes e residências.

Já a futura fase 33 é tida como a mais polêmica. É a que, segundo circula nos bastidores da Justiça Federal e do STF, vai cercar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o seu Instituto. Na madrugada do dia 4 de março a Coluna citou a operação de grande repercussão que estava prestes a sair, a qual culminou com a condução coercitiva de Lula.

Coluna Esplanada

Temer define tucano Aloysio Nunes como líder do governo no Senado

0 comentários
O presidente interino Michel Temer (PMDB) definiu o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) como novo líder do governo no Senado. O Palácio do Planalto cogitou uma mulher para o posto, mas Ana Amélia (PP-RS) e Simone Tebet (PMDB-MS) não tiveram apoio da maior parte da base aliada. O tucano foi vice na chapa presidencial do senador Aécio Neves (PSDB-MG). 

Veículos estatais deixam de usar termo “presidenta”

0 comentários
A EBC (Empresa Brasil de Comunicação), que controla veículos estatais de comunicação, como a TV Brasil, a Agência Brasil e a Radiobrás, deixou de usar em reportagens o termo "presidenta" para distinguir o gênero do cargo de presidente da República. O termo vinha sendo usado pelo governo federal desde a posse de Dilma Rousseff para seu primeiro mandato, em 2011. Os funcionários foram orientados a mudar a forma de tratamento do cargo no feminino na televisão e também na agência de notícias. 

PDT expulsa um deputado e suspende cinco que votaram contra Dilma

0 comentários
O diretório nacional do PDT puniu os seis deputados federais que votaram a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), contrariando a orientação partidária. A punição mais grave foi aplicada a Giovani Cherini (RS), que foi expulso da legenda após fazer campanha pelo afastamento da presidente. Os outros cinco parlamentares - Sérgio Vidigal (ES), Flávia Morais (GO), Mário Heringer (MG), Subtenente Gonzaga (MG) e Hissa Abrahão (AM) – foram suspensos por 40 dias. 

Agenor Neto destaca aprovação de convocação de Arialdo Pinho à AL

0 comentários
O deputado Agenor Neto (PMDB) destacou, no primeiro expediente da sessão plenária desta terça-feira (31/05), aprovação do requerimento de sua autoria, na Comissão de Desenvolvimento Regional, Recursos Hídricos, Minas e Pesca, convocando o secretário estadual de Turismo, Arialdo Pinho, para vir à Assembleia Legislativa. Ele deverá prestar explicações sobre a decisão de não assinar a renovação do convênio de construção do Centro de Eventos do município de Iguatu.
 “O governador do Estado, Camilo Santana, autorizou a assinatura do convênio, mas Arialdo Pinho não quis assinar a renovação. Agora ele vai ter que vir a essa Casa se explicar”, apontou.
O parlamentar ressaltou que o requerimento já tinha sido colocado em pauta outras vezes na Assembleia, mas não tinha sido aceita pela base de apoio do Governo. “Sempre o requerimento era tirado de pauta. Chegou ao absurdo de, durante uma votação, o Governo esvaziar o Plenário para não aprovar a minha solicitação, mas agora foi aprovado e terá que ser cumprido”, enfatizou.
 Em aparte, o deputado Tomaz Holanda (PMDB) disse que o secretário Arialdo Pinho “se sente acima do Governo”. “Não sei como é que o governador determina uma situação e ele desfaz. Se esse é o Governo do diálogo, é justo que o secretário venha se explicar”, pontuou.
A deputada Dra Silvana (PMDB) parabenizou o pronunciamento do parlamentar. “O deputado luta pelo desenvolvimento da região centro sul e é louvável. Estaremos apoiando as reivindicação desse deputado”, enfatizou.
O deputado Daniel Oliveira (PMDB) afirmou que a bancada de oposição ao Governo do Estado vai cobrar que o requerimento aprovado seja cumprido. “Não vamos permitir que nenhuma manobra política seja feita. O requerimento precisa ser cumprido”, cobrou.
GM/CG

Deputada critica peça de teatro apresentada por aluno da UFC

0 comentários
A deputada Dra.Silvana (PMDB) criticou, no primeiro expediente da sessão plenária desta terça-feira (31/05), a peça de teatro apresentada durante seminário sobre sexualidade e gênero, no bloco de Psicologia da Universidade Federal do Ceará (UFC). Segundo ela, na apresentação o estudante ficou nu e com acesso venoso, derramou sangue em uma imagem de Cristo na cruz.
A parlamentar ressaltou que a peça prega intolerância aos cristãos católicos. “Achar simpático um movimento que agride a cultura de outras pessoas é perverso e absurdo. Digo ao reitor da UFC que a peça é um insulto”, apontou.
A deputada frisou que da mesma maneira que os cristãos não podem debochar da comunidade LGBT, a comunidade não pode agredir a cultura das outras pessoas. “Se a peça fosse um padre doutrinando um homossexual, será que a UFC iria acha que é arte? Não iria, seria homofobia, pois da mesma maneira esse evento foi um ataque, foi cristofobia”, criticou.
Dra Silvana salientou que as pessoas podem defender o que quiserem sem ofender os outros. “Ofender as pessoas para chamar a tenção para um movimento não é correto. Deve ser repudiado. Chocar pela profanação ao invés de convencer com argumentos é lamentável”, afirmou.
Em aparte, o deputado Daniel Oliveira (PMDB) ressaltou que a deputada Dra Silvana é evangélica e está defendendo um símbolo católico. “Isso é tolerância e respeito a fé dos outros. Assim deveria ser com tudo”, pontuou.
O deputado Ely Aguiar (PSDC) enfatizou que a Universidade Federal do Ceará patrocinou a peça e considerou “arte”. “Uma instituição que patrocina uma profanação dessa, não merece respeito”, apontou. ALECE

Prazo para compra da vacina contra febre aftosa termina no Ceará nesta 3ª

0 comentários

Termina nesta terça-feira (31) o prazo para que produtores rurais do Ceará e criadores de gado bovino e bubalino adquiram a vacina contra a febre aftosa nas lojas credenciadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e cadastradas pela Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri). Após a compra da vacina, o produtor tem um prazo de 15 dias para fazer a declaração.

O produtor que não realizar a vacinação no prazo determinado terá que pagar uma multa de cerca de R$ 18 por cada animal não vacinado. A expectativa é que a imunização ultrapasse 95%.

Quem comprar a vacina no último dia da campanha poderá declarar até o dia 15 de junho, explica o coordenador da campanha, Joaquim Sampaio. Ele ressalta a importância de o produtor declarar o quanto antes.


Declaração
A campanha contra a febre aftosa teve início no último dia 2. Cada produtor deve adquirir a vacina, fazer a vacinação e declarar nos escritórios da Adagri, Ematerce ou secretarias de agricultura dos municípios. É necessário levar a nota da compra da vacina e a relação dos animais vacinados por faixa etária e sexo.

Atingir a meta de vacinação é necessária para que o estado continue livre de febre aftosa, para garantir a participação em feiras e venda dos gados para outros estados, endossa o secretário adjunto da Seapa, Euvaldo Bringel. Os produtores, conforme orienta o presidente da Adagri, Augusto Júnior, devem declarar o tamanho real do rebanho que possuem, além de informar quais animais foram vendidos, os que nasceram e até os que já morreram, para atualizarem o cadastro.

As vacinas estão disponíveis nas revendas de produtos veterinários e as declarações podem ser feitas nos escritórios da Adagri, Ematerce e Secretarias Municipais de Agricultura em diversas cidades do interior do Estado e em Fortaleza.

A vacinação é a garantia de que a febre aftosa não vai voltar ao Ceará e que os animais podem ser comercializados em todo o país, além da América Latina, Ásia e África. Atualmente o Ceará é zona livre de febre aftosa com vacinação.

Camilo desconversa sobre apoio à petista

0 comentários
O governador Camilo Santana (PT) falou pela primeira vez a respeito da decisão do diretório municipal do Partido dos Trabalhadores em escolher a deputada federal Luizianne Lins como candidata da sigla às eleições de outubro.Camilo não escondeu o incômodo com a situação, mas desconversou sobre se apoiará ou não a ex-prefeita no pleito.

"Eu terei o tempo necessário para avaliar e tomar a decisão em relação a isso. No momento certo, vamos tratar das eleições. Minha preocupação nesse momento é cuidar dos cearenses", afirmou Camilo na tarde de ontem, 30, durante visita às obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

Camilo disse ainda que defendia que houvesse "mais diálogo" dentro do partido para que o grupo do PT ligado a Luizianne voltasse atrás com a ideia de candidatura própria.

"É um momento tão conturbado da política brasileira esse em que a presidente Dilma sofre impeachment e temos um governo provisório. Infelizmente, resolveram tomar a decisão ainda no sábado", lamentou o governador, complementando que solicitou ao diretório municipal um aprofundamento do debate relacionado à sucessão, mas não foi atendido.

O grupo do PT ligado a Camilo e ao presidente estadual De Assis Diniz queria o adiamento da votação do último sábado. No partido, havia a intenção de tentar demover o grupo de Luizianne da tese da candidatura própria. Camilo vinha expressando o desejo de ver o PT apoiando a reeleição do prefeito Roberto Cláudio (PDT).  (João Marcelo Sena) O POVO 

Escravidão moderna atinge 45,8 milhões de pessoas no mundo

0 comentários

Cerca de 45,8 milhões de pessoas em todo o mundo estão sujeitas a alguma forma de escravidão moderna. A estimativa é do relatório Índice de Escravidão Global 2016, da Fundação Walk Free, divulgado ontem (30).

Segundo o documento, 58% dessas pessoas vivem em apenas cinco países: Índia, China, Paquistão, Bangladesh e Uzbequistão. Já os países com a maior proporção de população em condições de escravidão são a Coreia do Norte, o Uzbequistão, o Camboja e a Índia.

A escravidão moderna ocorre quando uma pessoa controla a outra, de tal forma que retire dela sua liberdade individual, com a intenção de explorá-la. Entre as formas de escravidão estão o tráfico de pessoas, o trabalho infantil, a exploração sexual, o recrutamento de pessoas para conflitos armados e o trabalho forçado em condições degradantes, com extensas jornadas, sob coerção, violência, ameaça ou dívida fraudulenta. (Da Agência Brasil)

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Entrevistas sobre o carro forte que foi explodido em Acopiara

0 comentários
Nesta terça-feira,31, escute no programa A Voz do Centro Sul na 870 AM, entrevistas com policiais que trocaram tiros com bandidos que assaltaram o carro forte em Acopiara, além deles, um vigilante fala sobre espancamento que sofreu dos assaltantes e moradores passam detalhes dos momentos de terror que passaram dentro das suas casas ao escutarem as explosões e tiros. Tudo com exclusividade as 07h da manhã. A Voz do Centro Sul – “ De manhã, você sabendo de tudo”.

Acompanhe o programa ao vivo através da Fanpage do Iguatu, ou escute através dos sites: www.radioliberdadeam.com, www.iguatu.net e www.alexsantana.net. No celular acompanhe também o programa através do aplicativo, baixe  neste link: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.elicast.AVozDoCentroSul            

Influenciados por escândalos, número de jovens que tiram título de eleitor diminui

0 comentários
Mensalão, petrolão, máfia da merenda, Lava Jato, cartel do metrô, réu no comando da Câmara. Em meio a um cenário político recheado de crises e denúncias, os adolescentes estão evitando tirar o título de eleitor para votar enquanto ainda não são obrigados a exercer esse direito.
A quantidade de eleitores com idades entre 16 ou 17 anos está caindo desde os pleitos municipais de 2012, último ano eleitoral antes do começo da onda de protestos pelo país, iniciada em junho de 2013, a partir do aumento das tarifas do transporte público na Grande São Paulo.
Há quatro anos, 2,9 milhões de adolescentes possuíam título de eleitor. Esse grupo representava 2% do eleitorado brasileiro e 42% da população com 16 ou 17 anos de idade. Por questões de confidencialidade do voto, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) não informa quantos desses garotos e garotas efetivamente votaram.
Os dados mais recentes do tribunal referem-se a abril de 2016 e mostram uma queda de 55% em relação ao pleito de quatros anos atrás. Se a eleição fosse hoje, estariam aptos a votar 1,3 milhão de adolescentes, o equivalente a 0,9% da população eleitoral. Se confrontados com os números do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), esse grupo representa 19% dos brasileiros com 16 ou 17 anos de idade. UOL

Jornalista paraibano é sondado para gerenciar TV Brasil

0 comentários
O presidente interino, Michel Temer (PMDB), deve nomear nos próximos dias o jornalista e radialista Fabiano Gomes, do Sistema Correio de Comunicação, como novo Gerente Nacional de Programação e Expansão da EBC – Empresa Brasileira de Comunicação (TV Brasil). O radialista da Paraíba foi sondado pelo senador Cássio Cunha Lima (PSDB) para ocupar o cargo na última quarta-feira (25). Fabiano Gomes pediu um breve tempo ao senador paraibano para poder dar resposta ao convite. "Vou consultar meu comandante Roberto Cavalcanti primeiro e analisar se é importante para o estado da Paraíba minha ida para Brasília para assumir este cargo na EBC, disse o radialista.

Ceará Pacífico ou Carandiru Cearense?

0 comentários
Um cadáver humano em chamas é revirado e vilipendiado com um cabo de vassoura, enquanto várias pessoas ao redor celebram aquela morte. Poderia ser apenas uma produção cinematográfica de gosto duvidoso, mas é a realidade atual do sistema penitenciário cearense, que apresenta um cenário de fugas em massa, cadeias destruídas, assassinatos brutais, decapitações, enfim, um verdadeiro estado de selvageria.

No penúltimo fim de semana, uma série de rebeliões foi deflagrada em diversas unidades prisionais do Ceará. Os números da barbárie ainda estão desencontrados, mas já se fala em cerca de quase 30 mortos nas unidades prisionais, um massacre, além de numerosas fugas e da destruição significativa das estruturas carcerárias. A suspensão das visitas em decorrência da greve dos agentes penitenciários foi apenas o estopim da crise que assola o nosso sistema penitenciário, que é fruto de um represamento de deficiências históricas e passa, necessariamente, pelo ócio prisional.

As penitenciárias brasileiras cumprem o papel de isolar da sociedade os indivíduos perigosos, mas não os recuperam. Sendo pouco estimulados no ambiente penitenciário, os presos afundam-se ainda mais no pântano da criminalidade. É preciso estimular o sentimento de “utilidade social” dos detentos que, uma vez preenchedores dos requisitos legais, poderão ter uma oportunidade de trabalho e, assim, buscar o resgate da dignidade humana. Apesar do reconhecido esforço da Secretaria da Justiça em ativar programas e projetos, dos mais de 22 mil presos cearenses nem 10% deles possuem alguma ocupação como estudar ou trabalhar.

Por outro lado, as empresas e o mercado de maneira geral só aproveitarão a força de trabalho dos egressos se estes estiverem devidamente qualificados e imbuídos da vontade de (re)inserir-se no cenário laboral. Não se trata de privilegiar aqueles que causaram mal à sociedade, mas, sim, de fraturar o círculo vicioso da reincidência e encontrar uma solução para o panorama apocalíptico que nos aflige, afinal, como escreveu Evandro Lins e Silva: “Os egressos do cárcere estão sujeitos a uma outra terrível condenação: o desemprego. Pior do que isso tudo, são atirados a uma obrigatória marginalidade. A sociedade que os enclausurou, sob pretexto hipócrita de reinseri-los depois em seu seio, repudia-os, repele-os, rejeita-os. Deixa, aí sim, de haver alternativa, o ex-condenado só tem uma solução: incorporar-se de vez ao crime ’’.
 Leandro Vasques
leandrovasques@leandrovasques.com.br
Advogado, diretor consultivo da Escola Nacional de Advocacia (ENA) e vice-presidente do Conselho Estadual de Segurança Pública

Via O Povo

Ceará: PMDB, PSDB, PR e SD se unem em eleições municipais

0 comentários
As eleições municipais se aproximam e com elas chega também o período de acerto de parcerias entre partidos. No Ceará, PMDB, PSDB, PR e Solidariedade, principais partidos de oposição realizaram um acordo e apoiarão candidato único em todos os municípios do Estado. Foi o que declarou o senador peemedebista Eunício Oliveira, neste sábado, 28, em entrevista concedida ao jornal O Povo.
“Onde os candidatos deles estiverem melhores, a gente (do PMDB) apoia, onde o nosso candidato estiver melhor, eles (do PSDB, PR e SD) apoiam”, disse o senador.
A definição dos candidatos acontecerá seguindo os critérios de pesquisas, que apontam maior possibilidade de eleição e menor rejeição, disse Eunício.
As eleições municipais acontecerão no dia 2 de outubro.

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Dilma vai para o Senado Federal dia 20 de junho

0 comentários
Na primeira sessão da comissão do impeachment após o afastamento de Dilma Rousseff da Presidência, em 12 de maio, o relator do processo no Senado, Antonio Anastasia (PSDB-MG), fez uma proposta de calendário para a continuidade dos trabalhos em que prevê o depoimento da petista em 20 de junho. Sem consenso, o presidente da comissão, Raimundo Lira (PMDB-PB), concedeu vistas coletivas e o calendário final só deverá ser votado na próxima quinta-feira (2). Segundo Lira, Dilma só deverá falar uma vez, ao final, conforme o rito seguido no processo do ex-presidente de Fernando Collor, em 1992.

Vem aí ! A CPI da lei Rouanet

0 comentários
Foi protocolado na manhã de quarta (25), na Secretaria Geral da Câmara dos Deputados, requerimento para a abertura da CPI da Rouanet, que pretende apurar supostas irregularidades na concessão de benefícios fiscais por meio da lei de incentivo. A proposição de autoria de Alberto Fraga (DEM-DF) e Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) conseguiu a adesão de 212 deputados. Eram necessárias 171 assinaturas —um terço da Câmara— para solicitar a abertura da comissão. 

Base de Camilo Santana na Assembleia esvazia plenário

0 comentários
Pelo segundo dia consecutivo, hoje, a sessão ordinária da Assembleia Legislativa cearense terminou, antes do tempo normal de sua duração, pela falta do número mínimo de deputados em plenário. Antes das 11 horas o deputado Walter Cavalcante (PP) pediu verificação de presenças, quando apenas 8 deputados estavam no plenário.
Presidia a sessão o deputado Ferreira Aragão (PDT) que atendeu o pedido e se encaminhava para encerrar a sessão, alegando a falta de quórum, quando o deputado João Jaime (DEM), integrante da Mesa Diretora resolveu assumir o comando dos trabalhos e deu sequência à sessão. Os deputados governistas presentes, insatisfeitos, chamaram com urgência ao plenário deputado Tin Gomes, primeiro vice-presidente da Casa. Ele, no dia anterior, atendendo ao pedido de verificação de presenças feito pela deputada Silvana Oliveira (PMDB), constatou a presença de poucos deputados e encerrou a sessão da terça-feira.
Nesta quarta-feira, quando Tin Gomes chegou deu o número mínimo para abertura dos trabalhos, 16 deputados, mas alguns governistas deixaram o plenário e o deputado Elmano de Freitas (PT), da base do Governo, pediu novamente a verificação de presenças. Sob protesto de vários outros parlamentares, Tin Gomes encerrou a sessão.

Edson Silva

Professores do Ceará continuam com a greve

0 comentários
Os profissionais da Educação do Ceará decidiram em Assembleia manter a Greve Geral por tempo indeterminado. O encontro foi realizado na manhã desta quarta-feira (25) no Ginásio Poliesportivo da Parangaba e a decisão de continuar a paralisação foi aprovada pela maioria dos presentes. O presidente do Sindicato APEOC, Anizio Melo, disse que a Assembleia é soberana e a entidade vai continuar mobilizando a categoria para forçar o Governo a atender as reivindicações.
Durante a Assembleia, o Sindicato APEOC reforçou a necessidade de fazer o enfrentamento em nível nacional contra as medidas do governo de Michel Temmer. Em menos de quinze dias de mandato interino, já foram anunciados vários golpes contra a Educação Pública. Leia a reportagem completa no www.iguatu.net

PP nacional quer devolver presidência estadual a Adail Carneiro

0 comentários

Deputado federal e presidente do PP no Ceará por menos de um mês, Adail Carneiro informou que assessoria jurídica do partido nacional tem trabalhado para reverter liminar que devolveu a Padre Zé, presidente do Conselho Estadual de Educação, comando da legenda no Estado. 


"Acredito que toda decisão liminar é temporária. (...) Certamente a desembargadora que concedeu a liminar vai poder (fazer) avaliação bastante criteriosa onde o PP apresente argumentos suficientes e sustentáveis para reversão desse quadro", disse o deputado.

Após votação que aprovou admissibilidade do impeachment de Dilma Rousseff (PT) na Câmara dos Deputados, no dia 17 de abril, Adail ganhou a presidência da sigla no Ceará como "prêmio" por ter votado favoravelmente ao impedimento. A decisão, no entanto, foi tomada a nível nacional e não agradou bancada do partido no Ceará. 

No dia 11 de maio a Justiça estadual devolveu presidência a Padre Zé. Na ocasião, Adail já havia informado que iria recorrer. O POVO

terça-feira, 24 de maio de 2016

Ibope indica reeleição de Elcidio Filho em Mombaça

0 comentários
De acordo com pesquisa Ibope divulgada na última terça-feira, 17, se as eleições municipais fossem hoje, o prefeito de Mombaça, Ecildo Filho (PMDB) seria reeleito. O levantamento foi feito nos dias 07 a 10 de maio e aponta que, em todos os cenários levantados, o prefeito garantiria vitória, além de ter obtido o menor percentual de rejeição comparado aos adversários. Ainda segundo a pesquisa, há aprovação de 78% dos mombacenses para a administração. Na pesquisa espontânea, quando não são apresentados os nomes dos possíveis candidatos, Ecildo Filho conquistou 41% das intenções de voto, contra 3% de Dr. Nelson, 4% de Dudu Eleotério e 0% de Valdomiro.
Cenários
Em uma possível disputa contra Roberto Távora, Ecildo Filho (foto) garante o maior percentual de intenção de voto apresentado na pesquisa, 68%, contra 14% do adversário. Já contra Dudu Eleotério o peemedebista conquista 63% da preferência do eleitorado contra 24%. Em outro cenário a pesquisa mostra para o eleitor a disputa entre as chapas de Dudu Eleotério para prefeito e Larissa para vice, contra Ecildo Filho para prefeito e Claudência para vice-prefeita. Mais uma vez Ecildo sai na frente com 61% das intenções de voto. A pesquisa Ibope também perguntou aos eleitores em quem eles votariam se a disputa fosse entre Dr. Nelson e Ecildo Filho. Nesse cenário o peemedebista somou 60% das intenções de voto, contra 26% do adversário.


Rejeição
No caso da rejeição, Ecildo Filho obteve o menor percentual entre os possíveis candidatos. O peemedebista ficou com apenas 15%. Dr Nelson obteve 27%, Dudu Eleotério, 20% e Roberto Távora teve o maior percentual de rejeição, 40%. O Ibope também pediu para a população avaliar a administração de Ecildo Filho, 65% disseram que a gestão do peemedebista é ótima/boa, 26% afirmaram ser regular e apenas 6% informaram ser ruim/péssima. A pesquisa ouviu 301 votantes. A margem de erro estimada é de seis pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra. O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o protocolo Nº CE-02350/2016.
O Estado CE

ACMP repudia atentado à Promotoria do município de Nova Olinda

0 comentários
A Associação Cearense do Ministério Público - ACMP, entidade de classe representativa dos Promotores e Procuradores de Justiça do Estado do Ceará, da ativa e aposentados, em repúdio às ameaças direcionadas ao Promotor de Justiça da Cidade de Nova Olinda/CE, Dr. Daniel Lira, vem a público manifestar apoio e irrestrita solidariedade ao referido Membro do Ministério Público, bem como à sua família.
A cidade de Nova Olinda, situada no sul do Estado do Ceará, em região destacada por ser rota do tráfico de drogas e armas para os Estados de Pernambuco e Piauí, sofreu na madrugada do dia 23/05/2016 um verdadeiro ataque institucional, através da invasão e destruição do Fórum local, com arrombamento de portas, destruição de documentos e mensagens ameaçadoras direcionadas ao Promotor de Justiça e ao Juiz da Comarca, com nítido propósito intimidatório.


O Promotor de Justiça, com quem a ACMP se solidariza, vem desenvolvendo valoroso trabalho no combate ao crime e à improbidade administrativa na cidade de Nova Olinda/CE, sempre com perfeita retidão e dentro dos ditames legais. Apenas nos últimos meses, por atuação do Ministério Público local, em parceria com órgãos de segurança e Judiciário, foram apreendidas mais de 60 armas de fogo na cidade, presos traficantes ligados ao PCC e afastados servidos e gestores públicos por envolvimento em atos de improbidade administrativa.
A ACMP rechaça qualquer tipo de ameaça aos membros do Ministério Público e acompanha a elucidação do crime, bem como a responsabilização rigorosa de todos os envolvidos, visando não só reparar o dano praticado, como também cobrir novos episódios desse jaez, além de enfatizar a necessidade de adoção de medidas para que os Membros do Parquet cearense realizem seu trabalho com firmeza e segurança.


Projeto isenta ICMS para repelentes e inseticidas no Ceará

0 comentários
Foi lido na abertura da sessão plenária desta terça-feira (24/05) da Assembleia Legislativa um projeto de indicação de autoria  do deputado Ely Aguiar (PSDC).
O projeto de indicação nº 51/16 dispõe sobre a isenção de ICMS para todos os repelentes e inseticidas, disponíveis no mercado, no período de duração dos surtos de dengue, zika e febre chikungunya.
Após leitura no plenário, a matéria segue para análise da Procuradoria da AL. Em seguida, para as comissões técnicas da Casa. Se aprovada, será encaminhada para votação em plenário e depois para sanção ou veto do Governo estadual. No caso do projeto de indicação, como se trata apenas de sugestão, cabe ao Governo, se acatar, enviar a proposta em forma de mensagem para apreciação da Casa.

Heitor Férrer diz que rebeliões e mortes em presídios foram "tragédia anunciada"

0 comentários
Dep. Heitor Férrer (PSB)
Dep. Heitor Férrer (PSB)Foto: Máximo Moura
O deputado Heitor Férrer (PSB) classificou, durante o primeiro expediente da sessão plenária desta terça-feira (24/05), as rebeliões e mortes acontecidas nos presídios cearenses no último final de semana de “tragédia anunciada”. Segundo o parlamentar, com as rebeliões houve morte de presos e pavilhões de presídios destruídos.
O deputado salientou que o sistema penitenciário cearense, está em falência generalizada e apresenta a 3° maior superlotação do Brasil. “O nosso sistema penitenciário tem capacidade para 11 mil presos. Atualmente existem 23 mil presos. Uma grande superlotação para apenas 2 mil agentes penitenciários”, apontou.
Para Heitor Férrer, “a culpa não foi da greve dos agentes penitenciários. O acontecido foi uma verdadeira barbárie dentro dos presídios. Pessoas foram queimadas vivas. São seres humanos que não tiveram as mesmas oportunidades que a gente. São detentos, mas tem direito a dignidade também”, assinalou.
O parlamentar destacou ainda que defende que crimes de homicídio, seqüestro e latrocínio, sejam punidos com no mínimo 15 anos de reclusão sem direito à condicional. “Não defendo que o criminoso saia impune, mas mesmo estando preso, todos tem direito a dignidade. O Governo tem responsabilidade com as pessoas que estão reclusas”, enfatizou.
Em aparte, a deputada Rachel Marques (PT) lamentou o ocorrido nos presídios cearenses e salientou que as rebeliões aconteceram porque o direito de vistas dos presos foi suspenso, devido a greve dos agentes penitenciários. “O Governo do Estado agiu de imediato, atendeu as demandas dos agentes penitenciários e já pediu reforço nas unidades prisionais”, observou. A parlamentar também ressaltou que as audiências de custódia estão diminuindo a superlotação dos presídios.
Já o deputado Roberto Mesquita (PSD) apontou que as rebeliões e mortes acontecidas nas unidades prisionais não foi culpa da greve dos agentes penitenciários. “O governador Camilo Santana deveria parar de dar desculpa fiada à população, vir a essa Casa e se pronunciar sobre o acontecido. Foi uma tragédia e Camilo Santana deveria reconhecer a sua fraqueza política quando se trata de segurança pública”, assinalou.

Capitão Wagner isenta agentes penitenciários de motins em presídios

0 comentários
Dep. Capitão Wagner (PR)
Dep. Capitão Wagner (PR)Foto: Máximo Moura
O deputado Capitão Wagner (PR) comentou, durante o primeiro expediente da sessão plenária desta terça-feira (24/05), os motins realizados nas unidades prisionais de Itaitinga e Caucaia, no último final de semana. De acordo com o parlamentar, o Estado erra ao querer delegar a culpa das rebeliões aos agentes penitenciários. “Os agentes entraram em greve porque o Estado não atendeu suas demandas a tempo, e eu já havia avisado aqui que esses motins estavam na iminência de ocorrer”, disse.
Capitão Wagner lembrou que os agentes penitenciários participaram de 11 reuniões com o governador do Estado, Camilo Santana, “que disse, em todos os encontros, que o Estado não tinha condições de custear as demandas dos agentes”. “Partindo desse ponto de vista, se torna muito errado colocar a culpa em toda uma categoria pelo ocorrido”, defendeu.
Ele comentou, também, a notícia de que a Força Nacional de Segurança confirmou a realização de uma operação nos presídios cearenses para ajudar no controle dos detentos, atendendo a um pedido do Governo do Estado. O parlamentar lembrou que o Ceará encaminhou 100 policiais para a Força Nacional. “Se nos mandarem esses 100 policiais de volta, vai ficar uma coisa pela outra e não estaremos recebendo auxílio algum”, considerou.
Capitão Wagner também avaliou a greve dos servidores da Agência de Defesa da Agropecuária do Ceará, e elogiou a “paciência” dos grevistas. De acordo com ele, trata-se de outra categoria cujas reivindicações não estão sendo ouvidas pelo Estado.
Ele disse que o Estado deve aos servidores da Adagri a recomposição  da inflação desde janeiro, “mas até agora ele não deu nem satisfação pela omissão”. “Cada dia fica mais claro que o governo Camilo Santana não é ‘do diálogo’, e sim da conversa fiada”, criticou.

Ferreira Aragão diz que greve de agentes penitenciários foi precipitada

0 comentários
Dep. Ferreira Aragão (PDT)
Dep. Ferreira Aragão (PDT)Foto: Máximo Moura
O deputado Ferreira Aragão (PDT) avaliou como precipitada a deflagração de greve dos agentes penitenciários do Estado do Ceará, que culminou com rebeliões em presídios do Estado, no último final de semana, e na morte de detentos.Durante o primeiro expediente da sessão plenária desta terça-feira (24/05), o parlamentar ressaltou que o Governo do Estado já havia conversado com o Sindicato e assegurado que a negociação estava em curso para o atendimento das reivindicações da categoria.
O parlamentar questionou a decisão do Sindicato dos Agentes e Servidores do Sistema Penitenciário do Ceará de deflagrar greve a partir do sábado (21/05), para reivindicar o reajuste de 100% da gratificação por atividade de risco, resultando na suspensão das visitas do fim de semana nos presídios. “Não existe algo mais perigoso do que proibir a visita de familiares dos presos, que foi o que gerou toda esta instabilidade”, apontou.
 “Lamentamos muito todo este episódio, mas é bom informar que tanto o Ministério Público quanto a Defensoria Pública estão acompanhando todo o desenrolar dos acontecimentos para apurar quem proibiu a visita aos presos e desencadeou esse barril de pólvora”, salientou o pedetista.
O deputado destacou ainda que o governador Camilo Santana já solicitou ao Ministério da Justiça o envio da Força Nacional de Segurança para ser utilizada nas dependências dos presídios, enquanto ocorre a recuperação de suas instalações destruídas.
Em aparte, o líder do Governo na Casa, deputado Evandro Leitão (PDT), reforçou que o governador Camilo Santana abriu todos os canais de negociação com o Sindicato dos Agentes Penitenciários para atender suas reivindicações, e que houve falta de sensibilidade do comando de greve do movimento.
“O comando desta greve deu péssimas orientações ao movimento, culminando neste episódio de rebeliões e de diversas mortes”, lamentou Evandro Leitão.

Evandro Leitão esclarece crise no sistema carcerário e diz que caos foi orquestrado

0 comentários
Dep. Evandro Leitão (PDT)
Dep. Evandro Leitão (PDT)Foto: Máximo Moura
O deputado Evandro Leitão (PDT), líder do Governo, fez pronunciamento nesta terça-feira (24/05), durante primeiro expediente da sessão plenária, para tratar  sobre a “crise instalada no sistema carcerário”. De acordo com o orador, o secretário de Justiça, Hélio Leitão, assim como o Governo têm buscado de todas as formas um consenso em relação à greve dos agentes penitenciários, que foi deflagrada no último final de semana.
O líder disse que é necessário levar em consideração a conjuntura econômica nacional. “O Governo não pode tratar de forma irresponsável o erário público. Foi feita uma proposta para o sindicato dos agentes penitenciários na última quinta-feira e a proposta não foi aceita. Na sexta-feira, a greve é considerada ilegal. Mesmo assim, os agentes saíram dos postos e impediram a PM de ingressar nos presídios para fazer a segurança”, relatou.
Para Evandro Leitão, os grevistas foram orientados “irresponsavelmente” pelo comando de greve, quando foram colocadas correntes e algemas nas grades do presídio para não dar acesso aos policiais que iriam fazer a segurança. O parlamentar afirmou que só houve rebeliões onde estavam previstas as visitas aos detentos, demonstrando que aconteceu uma “orquestração” para instalar o caos.    
“É importante lembrar que existe uma dinâmica nas unidades. O interno tem como lei a visita semanal. Porém, no sábado, alguns agentes penitenciários que tentaram cumprir esta visita, foram impedidos pelo comando de greve”, pontuou.
O deputado lembrou também que dentre as reivindicações do sindicato, a principal era elevar a gratificação de atividade de risco, passando de 60% para 100%  e o Estado ofereceu mais 20% passando para 80%, "porém a proposta não foi aceita”, frisou.
O deputado pedetista citou ainda o editorial do jornal O Povo, de hoje, onde é explicado que proibir a visita aos detentos, como fizeram os agentes prisionais “é acender o curto pavio do barril de pólvora”.  Como resultado, 14 detentos foram mortos, e houve danos na estrutura física, conforme salientou o líder governista.
De acordo com Evandro Leitão, o Governo do Estado tem se esforçado ao máximo para honrar todos os compromissos com as categorias profissionais, e está fazendo o que é possível.  “O Executivo está aberto ao diálogo com responsabilidade, sem aceitar que venham colocar a faca no pescoço”, disse.
Em aparte, o deputado Antônio Granja (PDT) ressaltou que tem acompanhado o Governo neste setor de segurança. “Temos de avançar muito, mas mesmo com as dificuldades financeiras, o Governo contemplou generosamente as categorias da segurança pública”, pontuou.
O deputado Dr. Santana (PT) revelou estar preocupado com a crise prisional. “Temos de fazer uma reforma para socializar todos os presos. Há quadrilhas que assumem o controle o sistema interno dos presídios. As greves também precisam ser desencadeadas com responsabilidade. O comando da greve negligenciou e por isso houve as mortes”.
O deputado Zé Ailton Brasil (PP) considerou que “não tem sentido dizer que o Governo não tem abertura ao diálogo”. Ele lembrou que as primeiras conversações entre Governo e servidores foram com agentes de segurança pública, apesar das condições econômicas do Estado.
O deputado Tin Gomes (PHS) ressaltou que o ocorrido ontem, com morte de presidiários foi um uma irresponsabilidade do presidente do sindicato dos agentes. Afirmou ainda que a Justiça precisa fazer um mutirão para libertar pessoas presas injustamente.   

Elmano Freitas defende luta de agentes mas critica condução da greve

0 comentários
Dep. Elmano Freitas (PT)
Dep. Elmano Freitas (PT)Foto: Máximo Moura
O deputado Elmano Freitas defendeu nesta terça-feira (24/05), durante o primeiro expediente da sessão plenária, a luta dos agentes penitenciários em busca do reajuste de 100% da gratificação por atividade de risco. O parlamentar argumentou que apesar do risco que os profissionais correm diariamente, a categoria foi a única na área da segurança pública que não foi contemplada no Estado. Porém, criticou a forma como tudo ocorreu.
Segundo ele, no dia da paralisação houve um erro no comando de greve de proibir a entrada da Polícia Militar e a visita de familiares dos presos nos presídios. “Isso gerou uma revolta nos presos e o governador não podia autorizar que a polícia entrasse pois poderia gerar um choque armado entre a Polícia e agentes penitenciários”, relatou. Conforme Elmano, o Governo do Estado foi preparado para respeitar a greve e garantir o funcionamento do presídio com segurança. “O governador se reuniu com os agentes e resolveu a greve”, esclareceu.
Para o petista, não foi razoável a postura dos agentes em proibir a entrada da PM e as visitas, “porque, evidentemente, se colocará em risco a vida inclusive dos agentes penitenciários”.
O deputado considerou prudente a convocação da Força Nacional pelo governador para que a reforma das unidades prisionais sejam feitas, garantindo o controle dos detentos. “Para garantir que não tenha fuga, porque o povo cearense não merece ter uma insegurança do sistema prisional e ter uma fuga em massa”, acrescentou.
Elmano Freitas também comentou a divulgação das gravações entre o ministro do Planejamento, Romero Jucá e o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. “Ficou claro que a partir das falas gravadas os corruptos do País resolveram afastar a presidente Dilma porque ela não aceitou qualquer acordo para a proteção desses envolvidos em corrupção. Se alguém com boa intenção foi de camisa verde amarelo para rua acabou que, no Parlamento, se fez um grande acordão para colocar os corruptos no governo e para atacar os direitos dos pobres e trabalhadores”, lamentou.

Farol baixo durante o dia passa a ser obrigatório em rodovias brasileiras

0 comentários
O presidente interino Michel Temer alterou artigos do Código de Trânsito Brasileiro tonando obrigatório o uso de farol baixo em rodovias durante o dia.
A lei com as alterações foi publicada hoje (23) no Diário Oficial da União.
Manter os faróis acesos em luz baixa durante o dia já era medida obrigatória a ônibus, ao circularem em faixas próprias, e às motos.
O condutor que não mantiver o farol baixo ligado em rodovias cometerá infração média, poderá ser autuado e receber quatro pontos na habilitação, além de multa de R$ 85,13.

Agência Brasil

Bancos fecham na quinta-feira, 26, por conta do feriado de Corpus Christi

0 comentários

Por conta do feriado nacional de Corpus Christi, os bancos ficarão fechados nesta quinta-feira, 26. Contudo, as atividades voltam ao normal na sexta-feira, 27. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira, 23, pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Por conta da alteração na rotina, as contas com vencimento para o dia 26 poderão ser pagas, sem multa, na sexta-feira. Geralmente, as contas já costumam vir com datas ajustadas ao calendário de feriados nacionais, estaduais e municipais, mas caso isso não ocorra, o consumidor não terá prejuízos.

Caixas eletrônicos, internet banking, atendimento telefônico e aplicativos de celular continuarão a funcionar normalmente de acordo com o comunicado da Febraban.

terça-feira, 17 de maio de 2016

Assista ao vivo Ceará e Joinville !

0 comentários

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Eunício revela que recusou convite de Temer e confirma candidatura à presidência do Senado

0 comentários

Após críticas dos opositores pelo fato do Estado do Ceará não ter emplacado nenhum ministro na lista de Michel Temer e questionando o prestígio do Senador Eunício Oliveira, o peemedebista rebateu as afirmações em entrevista à reportagem na manhã desta segunda-feira, 16.

“É preciso que a gente tire um pouco essa questão da vaidade, da nomenclatura de cargos. O que é importante é que os recursos cheguem. A Secretaria de Portos ficará, obviamente, com um cearense. Eu nem pensei ainda no nome porque não é essa a preocupação. Nós acabamos de resolver outras questões. Temos que fortalecer o DNOCS (Departamento Nacional de Obras Contra as Secas), temos problemas de abastecimentos e tudo isso não é um ministro que faz, é a Secretaria de Infraestrutura Hídrica do Ministério da Integração Nacional. Então é importante que tenhamos essa clareza e não fiquemos agarrados à nomenclatura [...]”

Eunício minimiza as críticas nesse sentido: “Eu não vou ficar nesse bate-boca. Vou trabalhar, independente de quem seja o Governo, otimizar todo o esforço e todo tipo de prestígio que eu possa ter com o presidente Michel Temer para levar benefícios para a população”.

O entrevistado informou ainda que chegou a recusar um convite de Temer para o Ministério da Integração Nacional:  “O Michel me consultou se eu queria ser ministro, me ofereceu inclusive o Ministério da Integração Nacional e eu disse para ele que não. Eu queria fortalecer o DNOCS, o Banco do Nordeste, a SUDENE, a transposição do São Francisco, os interesses da saúde e segurança do Ceará, que eram muito mais importante do que o cargo de Ministro.Eu disse que queria atuar no Senado nessa condição e graças a muitos companheiros e manifestações, como o PMDB tem um quarto do Senado Federal”.

Questionado se seu nome já estaria definido para substituir Renan Calheiros no Senado Federal, Eunício afirmou: “Há no dia de hoje um consenso partidário que deveremos partir talvez, coisa inédita nos últimos 50 anos, com uma candidatura única para dirigir os destinos do Congresso Nacional”.

Blog Quixeramobim Agora

Dilma pode renunciar para disputar governo do Rio Grande do Sul em 2018

0 comentários
Dilma Rousseff pretende repetir o gesto do ex-presidente Fernando Collor e renunciar antes de o Senado iniciar seu julgamento. Alta fonte petista diz que a renúncia passou a ser considerada após a aprovação da admissibilidade do impeachment no Senado por 55x22 votos. Para condená-la, 54 votos bastam. A ideia seria fazer o caminho do ídolo Leonel Brizola, disputando o governo gaúcho ou o do Rio de Janeiro. A informção é do colunista Claudio Humberto, do Diário do Poder.
Confirmada a fortíssima possibilidade de impeachment, Dilma ficará inelegível por oito anos. A renúncia preservaria sua elegibilidade.
Dilma manterá estratégia de se vitimizar, repetindo à exaustão a lorota de “golpe” e mantendo mobilizada o que imagina ser sua militância.
A prioridade de Dilma seria disputar o governo do Rio Grande do Sul, onde se radicou. E foi até secretária estadual. 
No caso de Collor não deu certo: na ocasião, o Senado ignorou a renúncia e decidiu manter o julgamento, aprovando o impeachment.
 

Blog do Alex Santana . Copyright 2008 All Rights Reserved Revolution Two Church theme by Brian Gardner Converted into Blogger Template by Bloganol dot com