sábado, 5 de outubro de 2013

Wesley Safadão filia-se ao Solidariedade

0 comentários

O deputado federal Genecias Noronha conseguiu, nesta sexta-feira, atrair para os quadros do PartidoSolidariedade o cantor Wesley Safadão que, em 2014, poderá concorrer a um mandato de deputado estadual ou federal. Wesley é hoje um dos cantores de forró mais populares do Nordeste e faz shows com milhares de fãs e admiradores na Capital e cidades do Interior do Ceará.

Com essa estratégia, o Solidariedade, pelas mãos de Genecias Noronha, ganha visibilidade e abre caminhos para eleger boas bancadas federal e estadual. ”O Wesley agrega dezenas de milhares de votos, seja na disputa de um mandato de deputado federal ou estadual.  É um nome novo, respeitado no mundo artístico e que fortalece o Solidariedade dentro de uma proposta de trabalho na defesa dos interesses da população”, disse Genecias, ao comemorar a filiação do primeiro artista popular ao partido.

Fonte: Ceará Agora

Com Marina, Eduardo se transformou na maior liderança da oposição no Brasil

0 comentários
A ida de Marina Silva para o PSB transforma o governador Eduardo Campos (PSB) na maior liderança da oposição no Brasil, avalia o publicitário Marcelo Teixeira, da Makplan. "Foi uma jogada sensacional", afirmou em contato com o Blog. Para o marqueteiro, que já trabalhou em campanhas do PT e do PSDB, o governador pernambucano conseguiu criar de forma surpreendente e competente o grande fato das eleições de 2014. Uma definição sobre qual dos dois, Campos ou Marina, irá ser o candidato do partido só deve acontecer no próximo ano. Apesar disso, avalia o publicitário, o governador tem mais potencial de articulação política que a ex-ministra.
Para Teixeira, a entrada de Marina foi um upgrade para o PSB, que deve crescer principalmente nas regiões metropolitanas, onde está boa parte do eleitorado da ex-ministra. "Não tem porque [o eleitorado de Marina] não ir [para o PSB]", diz. O marqueteiro explica que dentre os pré-candidatos postos, Eduardo é o que tem a proposta mais parecida com a dela, porque participou do governo e faz uma oposição propositiva.
Para o publicitário, a presidente Dilma Rousseff (PT) também sai ganhando com o afunilamento das candidaturas. "De partida, ela tinha três adversários, ficou com dois", explica. A petista deve disputar a eleição com Aécio Neves (PSDB) e com Eduardo ou Marina, pelo PSB. Segundo Teixeira, o senador mineiro é quem acaba perdendo com a turbinada de Eduardo.
Marina aparece em segundo lugar nas últimas pesquisas de intensão de voto, atrás da presidente, mas não conseguiu o número de assinaturas necessárias para criar seu partido, a Rede Sustentabilidade, até o prazo final para filiação a uma legenda visando as eleições do próximo ano.
Blog do Jamildo

Regras para eleições de 2014 começam a valer hoje

0 comentários
Agência Brasil (Brasília) – As regras para as eleições do ano que vem começam a valer neste sábado (5), um ano antes do primeiro turno do próximo pleito. As normas estão previstas na Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997) e devem seguidas por candidatos, partidos e eleitores, sob pena de multa ou cassação do mandato.
Conforme o calendário eleitoral, hoje é o último dia para que partidos que pretendem participar das eleições de 2014 estejam com o registro do estatuto aprovado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Neste sábado termina também o prazo para que candidatos transfiram o domicílio eleitoral para a cidade onde pretendem concorrer. Os candidatos também precisam estar com a ficha de filiação aprovada pelo partido.
As regras eleitorais para a administração pública começam a valer no dia 1º de janeiro de 2014. O governo fica proibido de distribuir bens, valores e benefícios, exceto em casos de calamidade pública e de programas sociais previstos em lei. A partir do dia 4 de abril, será proibido aumentar salários de servidores públicos, bem como repor perdas causadas pela inflação.
Em maio, começam a valer os prazos para os eleitores: o dia 7 é o último para pedir transferência do título de eleitor para outra cidade, para alterar o endereço no cadastro eleitoral e para portadores de deficiência pedirem acesso a seções especiais de votação.
As convenções partidárias para escolha dos candidatos e definição das coligações estarão autorizadas de 10 a 30 de junho. Os partidos terão de definir seus representantes para concorrer aos cargos de presidente e vice-presidente da República, governador e vice-governador, senador e respectivos suplentes e deputados federal, estadual e distrital.
A propaganda eleitoral nas ruas e na internet será liberada no 6 de julho e a campanha no rádio e na televisão começará no dia 19 de agosto.

Rejeição de sigla pelo TSE toma redes sociais

0 comentários
A situação da ex-ministra Marina Silva levou seu nome ontem ao topo dos assuntos mais comentados pelo Twitter. Desde cedo, havia comentários sobre a rejeição ao registro da Rede Sustentabilidade, e a repercussão aumentou após Marina dizer que “está em processo de decisão”.
“Apesar de não votar nela, sou a favor da candidatura Marina Silva. Quanto mais candidatos, melhor pra acabar com polarização PTx PSDB”, escreveu o carioca Gus Parker, que se define como defensor da reforma política.
Líder do PSDB na Assembleia, Carlos Bezerra Junior (SP) elogiou a ex-ministra: “Toda solidariedade a @silva_marina. Quem tem integridade no DNA sempre enfrenta obstáculos maiores”.

Lula indica usineiro para vice de Padilha na disputa paulista

0 comentários
O empresário Maurílio Biagi Filho foi indicado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para ser candidato a vice na chapa do ministro da Saúde, Alexandre Padilha (PT), ao governo de São Paulo, em 2014. Do ramo usineiro e amigo do ex-ministro Ati-tonio Palocci, Biagi Filho se filiou ontem ao PR para compor a chapa de Padilha e enfrentar o PSDB do governador Geraldo Alckmin.
Lula sempre defendeu o nome de um empresário para fazer dobradinha com o PT em São Paulo e conquistarvotos fora do tradicional leque de alianças do petismo. A estratégia foi usada por ele próprio nas campanhas de 2002 e de 2006, quando houve a parceria com José Alencar, então presidente da Coteminas. Alencar era do PL (hoje PR) quando foi escolhido para Service de Lula pela primeira vez.
As negociações entre o PT e o PR para a composição da chapa de Padilha ocorreram no início desta semana, em Brasília, com dirigentes dos dois partidos e a bênção de Lula.
Derrotar o PSDB em São Paulo, principal reduto dos tucanos, é considerado estratégico por Lula para a reeleição da presidente Dilma Rousseff.

Dilma lança ministra e responde a Aécio no Paraná

0 comentários
A presidente Dilma Rousseff aproveitou ontem o discurso em evento no interior do Paraná para responder a críticas feitas pelo senador tucano Aécio Neves (MG) em programa partidário de TV. Ao mesmo tempo, aproveitou para elogiar a ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil), provável candidata do PT ao governo paranaense.
Ao anunciar medidas para melhorar rodovias e estimular a construção de armazéns para a produção agrícola, Dilma disse que o governo federal quer investir anualmente R$ 5 bilhões para fazer armazéns “por esse País afora”. “Nós queremos gastar, nós queremos, Porque tem gente que não quer”, afirmou. Em programa exibido em 19 de setembro, Aécio escutou agricultores, falou de problemas de escoamento e armazenagem e disse que, “do ponto de vista de logística e infraestrutura, o Brasil parou no tempo”.
A presidente anunciou que o Banco do Brasil vai financiar R$ 110 milhões para novos armazéns no Paraná e assinou ordem de serviço para trechos das BR-487 e BR-158 que passam pelo noroeste do Estado.

Professor brasileiro está entre os mais desprestigiados, diz pesquisa

0 comentários
Uma pesquisa recém-divulgada mostra que o Brasil não tem motivos de sobra para festejar o Dia Mundial do Professor, celebrado em mais de cem nações hoje. O país é um dos que menos respeitam os seus professores, de acordo com estudo inédito da Fundação Varkey Gems, sediada nos Emirados Árabes.
A entidade analisou a forma como o docente é valorizado em 21 países, escolhidos segundo critérios de representação regional e de desempenho no Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa). No chamado ranking de status do professor, o Brasil está em penúltimo lugar, à frente apenas de Israel. Do outro lado da lista, China, Grécia e Turquia, respectivamente, são os países que mais respeitam os seus docentes.

José Roberto Arruda aproveita janela para concorrer em 2014

0 comentários
Preso por três meses e afastado do cargo depois de ser flagrado em vídeo recebendo R$50 mil do ex-policial Durval Barbosa, em 2010, o ex-governador José Roberto Arruda está novamente apto a entrar na corrida eleitoral pelo governo do Distrito Federal ou disputar uma cadeira no Congresso. Discretamente, ele assinou a ficha de filiação ao Partido da República, de Valdemar da Costa Neto (PR-SP), condenado no processo do mensalão. Arruda é o principal personagem do chamado mensalão do DEM, partido do qual foi expulso, e o único governador que foi preso, sob a acusação de ter oferecido propina.
O ex-governador foi um dos políticos que aproveitaram a data-limite para ingressar em algum partido com o objetivo de participar das eleições do ano que vem. O prazo para os que querem mudar de legenda e concorrer nas próximas eleições termina hoje, à meia noite.
Considerando o quadro de parlamentares, no balanço do troca-troca partidário, 42 deputados comunicaram, oficialmente, até as 19h de ontem, a mudança de partido à Secretaria-Geral da Mesa da Câmara.
O Solidariedade conseguiu 20 filiados e o PROS 14. Já o PP conta com cinco novos correligionários, o PSB três, e o DEM, PMDB, PSDB e PSD ganharam um deputado cada.
Este número irá aumentar porque vários parlamentares anunciaram a troca, mas ainda não integram a lista.
Do PMDB, foram registradas seis debandadas. PR, PSD, e PSB perderam quatro parlamentares, cada. DEM e PSDB estão com três deputados a menos. Outros dois parlamentares deixaram o PPS e PP. Ficaram com um deputado a menos o PEN, PSL, PRB, PRTB, PSC, PTB.
No Senado, Kátia Abreu (TO) informou ontem que deixou o PSD e integra agora a bancada do PMDB. Vicente Alves migrou do PR para o Solidariedade.

Turismo engavetou contratos irregulares de R$ 44 milhões

0 comentários
O Ministério do Turismo constatou irregularidades na aplicação de R$ 44 milhões repassados a prefeituras, governos estaduais e entidades privadas. O dinheiro foi transferido em 160 convênios cujas prestações de contas estavam engavetadas, parte delas à espera de providências burocráticas, como a anexação dos comprovantes de que gestores acusados de desvios foram notificados pelo correio. Na última segunda-feira, o ministério criou uma força-tarefa para concluir a análise de 2,8 mil processos nessa situação.
A maior parte das 160 prestações de contas já examinadas diz respeito a shows, festas e eventos bancados pelo Ministério do Turismo, desde 2002. A primeira análise desses convênios tinha detectado indícios de fraudes. Havia até recomendação de abertura de tomada de contas especial, que é o procedimento de analisados na controle interno destinado a aferir o tamanho do desvio e identificar os responsáveis. Mas até agora essa investigação não tinha sido deflagrada.
De acordo com o ministério, os 160 convênios foram firmados com oito governos estaduais, 82 prefeituras e 52 entidades privadas, muitas delas organizações não governamentais.

Marina decide se filiar ao PSB para concorrer em 2014, afirma jornal

0 comentários
A ex-senadora Marina Silva decidiu se filiar ao PSB do governador Eduardo Campos (PE). A decisão foi tomada após conversas iniciadas na noite de ontem e concluídas na manhã deste sábado (5).
Assim como Marina, Campos é virtual candidato à Presidência da República. Há, entretanto, um desejo do PSB de ter a ex-senadora, que recebeu 19,6 milhões de votos na disputa presidencial de 2010, como vice na chapa do governador.
A união entre Marina e Campos tem o objetivo de formar uma consistente terceira via na corrida ao Planalto, em contraposição à candidatura à reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) e à postulação do oposicionista Aécio Neves (PSDB).
Em sua entrevista ontem, Marina já havia dito que sua decisão levaria em conta o desejo de "quebrar" a polarização política existente no país. Desde 1994, PT e PSDB são os principais antagonistas no cenário político nacional.
Na sexta-feira, enquanto Marina Silva discutia seu futuro com aliados, o primeiro contato de Eduardo Campos foi feito. Em seguida, ele pegou um avião para Brasília para uma conversa pessoalmente.
A decisão de migrar para o PSB foi tomada após a Rede Sustentabilidade não ter passado no teste das assinaturas, conforme decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) na última quinta-feira.
Depois do naufrágio no TSE, Marina passou a discutir o convite recebido por oito legendas, tendo centrado seu foco no PSB e no PPS devido a dois fatores: serem duas legendas com integrantes e atuação relativamente similar à da Rede Sustentabilidade e terem já estruturas montadas nacionalmente e nos Estados.
De acordo com a última pesquisa do Datafolha, do início de agosto, Dilma lidera a corrida para 2014, com 35% das intenções de voto. Marina tinha 26%. Aécio (13%) e Campos (8%) vêm logo em seguida.

Folha

Eduardo Campos e Marina Silva acertam detalhes de coligação democrática

0 comentários

O governador de Pernambuco Eduardo Campos está viajando para Brasília para um encontro com a ex-senadora Marina Silva para fechar um acordo político que terá grande impacto na corrida presidencial. O PSB assinará um protocolo de intenções com a Rede Sustentabilidade para a formação do que chamam de coligação democrática. O PSB reconhecerá a existência política da Rede e dará legenda a Marina e a todos os membros da Executiva Nacional do futuro partido. 

Na noite de sexta-feira, Marina e Eduardo Campos conversaram por telefone e acertaram os detalhes do acordo, que deve ser fechado dentro de horas.  No primeiro momento não se falará sobre a candidatura à presidência da República, permanecendo os dois na condição de pré-candidatos. A definição será dada mais adiante, provavelmente de acordo com a posição de cada um nas pesquisas de opinião. 

No momento, Marina Silva está em segundo em todas elas, com índices que variam de 25% a 16% e o governador de Pernambuco está em quarto lugar com cerca de 5% dos votos. Ao mesmo tempo, está ocorrendo em Brasília neste momento uma reunião da cúpula do Rede Sustentabilidade com o deputado federal Roberto Freire, presidente do PPS, com a presença da própria Marina e de políticos como o vereador paulistano Ricardo Young. Havia uma conversa anterior em que Marina havia exigido ocupar a vice-presidência do partido e total independência na campanha presidencial, e a reunião de hoje definiria a disposição do PPS de aceitar receber Marina Silva e seus seguidores. Pode ser que a reunião com o PPS seja apenas para informar oficialmente a Roberto Freire que as negociações com o PPS foram superadas pelo acordo político a ser firmado com o PSB. Mas é possível também que alguma nova proposta possa alterar o quadro que prevalece no momento, que é o de Marina assinar hoje a filiação ao PSB e o lançamento da coligação democrática.    

Merval Pereira    

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Ciro Gomes: “Eduardo Campos vai afundar o PSB”

0 comentários
Se Cid Gomes adota um tom mais diplomático para se referir a Eduardo Campos, governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, seu irmão Ciro Gomes não oferece a mesma cortesia. Após uma palestra em Fortaleza, onde discorreu sobre o cenário da economia brasileira, o atual secretário estadual de Saúde teceu duras críticas a Campos. Entre as incisivas declarações, Ciro classificou o dirigente nacional do partido socialista de oportunista e estimou que o PSB vai afundar com o seu novo projeto político de lançar candidato próprio à Presidência da República.
Na leitura de Ciro, Campos não tem “formulação” para resolver o que há de “contradições éticas, funcionais, políticas e de condução estratégica” no governo federal. “O que acrescentamos ao país no debate? Zero! Eduardo é um zero completo, um oportunista puro e simples”, afirmou ele, acrescentando que o governador de Pernambuco está “comprometido” com os problemas do governo Dilma Rousseff por ter participado dele até recentemente, quando decidiu sair da base governista.
As declarações de Eduardo Campos e do governador Cid Gomes de que a saída do grupo cidista da legenda socialista ocorreria de forma pacífica não surtiram efeito em Ciro. O secretário estadual de Saúde não tentou minimizar o conflito que a decisão de Campos causou no cenário político. “Campos controla a burocracia como uma capitania hereditária que ele herdou do avô - Miguel Arraes. Eu acho que ele está em uma aventura pessoal, vai afundar o PSB nisso, mas é problema dele”, alfinetou.
PROJETO FAMILIAR
Ciro reclamou que Campos embarcou numa aventura pessoal ao deixar a base do governo federal. No Ceará, opositores dos Ferreira Gomes acusam os irmãos de praticar o mesmo estilo político no Estado. Para o deputado federal Eudes Xavier (PT), um dos principais aliados de Luizianne Lins, a troca partidária não é novidade para Cid, Ciro e Ivo Gomes. “A mudança de partido dos Ferreira Gomes não é novidade, porque com a filiação ao PROS é a sétima vez que eles fazem isso. Eles fazem isso porque não têm um projeto partidário e sim um projeto familiar”, destaca.
O petista disse ainda que o PROS é uma sigla de aluguel, porque não é um partido com programa e que tenha identidade com o povo brasileiro. Essa legenda, segundo ele, abriga bem os Ferreira Gomes, que não têm compromissos partidários. “Se tivessem compromisso teriam ficado no PSB, mesmo com suas decisões”, afirma o petista.
EM TEMPO...
Na palestra que proferiu, ontem, na Câmara de Dirigentes Lojista de Fortaleza (CDL), Ciro discorreu sobre a conjuntura econômica do Brasil e criticou o modelo adotado pelo Governo Federal. Segundo ele, os problemas na economia brasileira são as principais ameaças ao projeto de reeleição da presidente Dilma Rousseff. No entanto, ponderou Ciro, diante da “debilidade de seus adversários”, Dilma ainda é a favorita na corrida eleitoral de 2014. (Com informações de Tarcísio Colares e da Folha.S. Paulo)

O Estado CE
 
 

Blog do Alex Santana . Copyright 2008 All Rights Reserved Revolution Two Church theme by Brian Gardner Converted into Blogger Template by Bloganol dot com