segunda-feira, 31 de março de 2014

50 anos da ditadura: entre a tragédia e a farsa

0 comentários
Em seu panfleto “18 de Brumário de Luis Bonaparte”, Karl Marx afirma que a história se repete, a primeira vez como tragédia, a segunda como farsa.
Desde a chamada “abertura democrática” que pôs fim à Ditadura Militar de 1964, cada passagem de março a abril é marcada por manifestações de repúdio aos anos de chumbo e de comemoração pela democracia conquistada.
Não é que se pretenda aniquilar a importância da sucumbência da tragédia ditatorial, mas a farsa democrática à qual fomos acostumados não pode permanecer absoluta, sob pena de jamais alcançarmos, de fato, a condição de uma República Democrática.
Tornar visível a opressão é um dos mais significativos desafios dos militantes sociais. Aceitar que nosso sistema democrático passa ao largo de uma democracia real é o passo primeiro para sua consolidação.
Não vivemos na democracia, embora também não estejamos submetidos às truculências de um Estado de exceção como o que antecedeu o atual sistema político. Pôr fim à Ditadura, aprovar uma Constituição que opta pelo Estado Democrático de Direito e preserva as liberdades civis, conquistar as eleições gerais e diretas são vitórias inestimáveis para os que defendem o poder sob domínio da maioria, ou seja, a democracia.
Entretanto, em tempos de debate sobre a Reforma Política e em um clima de alerta nacional quanto à violência que assusta nossas vidas, é fundamental que a luta pela democracia reocupe as mentes e as ruas.
Não é democracia um sistema em que, apesar de todos poderem votar, poucos podem analisar com autonomia e consciência o exercício do voto. Não é democracia o que se expressa pelo comparecimento às urnas de dois em dois anos e inexistência da participação cidadã em todos os outros dias. Não é democracia um poder que se limita a poucos, cujas informações são patrimônio de poucos e cujo direito à comunicação é exclusividade de poucos. Não há democracia quando os direitos básicos à saúde, à educação, à alimentação e à vida são negados à maioria.
Portanto, nesta passagem de março a abril, mais que relembrar a Ditadura Militar e saudar sua derrota, é preciso escancarar a obviedade de que ainda nos faltam muitos passos para alcançarmos a condição de nação democrática. E a Reforma Política que discutimos deve ter na democratização dessa democracia seu principal objetivo.
Para além de ajustes no sistema eleitoral, transformações radicais – aquelas que se dão na raiz – devem ser feitas em nosso sistema político. A República, como “coisa pública”, precisa ganhar corpo e se entregar à vontade de seus membros. Instrumentos de participação direta que aproximem o povo da política e, portanto, a maioria das decisões que dizem respeito a todos, compõem um rol de possibilidades no qual devemos apostar. Mais que isso, o extermínio da corrupção e a superação da representação dos interesses de pequenos grupos econômicos, famílias e indivíduos é o único caminho que pode nos elevar ao patamar republicano.
A democratização dos meios de comunicação, sobretudo, não para que simplesmente o Governo exponha suas idéias, mas para que, principalmente, a diversidade de opiniões existentes na sociedade tenha espaço para se pronunciar, é um requisito indispensável a um sistema que defende para todos o direito a falar e ser ouvido.
Por fim, ajustar as contas de nosso passado trágico e permitir ao conjunto da sociedade o conhecimento de sua própria história é uma exigência para os que desejam sepultar seus fantasmas autoritários e avançar para a democracia real.
A tese de que vivemos em uma sociedade democrática só está de pé porque comparamos a situação atual com os anos que nos antecederam. Nossa comparação deve ser com os anos que virão e com o tipo de sociedade que desejamos construir.
É por isso que neste 1o de Abril, a União Nacional dos Estudantes realizará um ato em memória de todos os estudantes e lutadores que tombaram no combate aos anos de chumbo, mas, para além disso, exigirá a abertura dos arquivos da Ditadura Militar, dívida que nossa República ainda não foi capaz de pagar, talvez pela sapiência de sua fragilidade.
O ato acontecerá na Praia do Flamengo, 132, endereço da histórica sede da UNE tomada e queimada no 1o de Abril de 1964 e que, desde 1o de Fevereiro deste ano, encontra-se ocupado por estudantes de todo o país. Será o momento não apenas de lembrar, mas de reivindicar uma democracia verdadeiramente para todos, na esperança de que nossa Reforma Política venha para satisfazer os anseios da maioria e não os interesses dominantes.
Do contrário, restaremos como a nação da incompletude. Dos recorrentes ajustes e conciliações. Da eterna meia verdade, meia liberdade, meia República.
Em defesa da democracia por inteiro, denunciemos na data de nossa tragédia a atualidade de nossa farsa. E, a partir daí, sigamos em frente, sem fantasmas e sem meias palavras, “semeando a liberdade em cada coração”.

Louise CarolineVice-Presidente da UNE
(Publicado originalmente em 31 de março de 2007)

811 vagas no concurso público da prefeitura de Crateús

0 comentários
A Prefeitura de Crateús contratou a Fundação Vale do Piauí como organizadora do concurso. Provas escritas serão aplicadas no dia 20 de julho, pela manhã e à tarde

Localizada na fronteira com o Piauí, a aproximadamente 350 km da capital cearense, a Prefeitura de Crateús recebe, até o dia 11 de maio, as inscrições do concurso que tem o objetivo de preencher 811 vaga. 

Do total de ofertas, 255 são imediatas, das quais 10 são para pessoas com necessidades especiais (PNE), e 556 são para cadastro reserva.Os cargos de nível médio ou técnico são para auxiliar de saúde bucal (7), agente administrativo (18), auxiliar de farmácia (13), técnico em saúde bucal (8), citotécnico (2), técnico em radiologia (1), autocadista (2), agente administrativo (20), técnico agrícola e/ou agropecuária (1), guarda civil (15) e agente fiscal tributário (4).As carreiras que exigem nível superior são de cirurgião-dentista (16), enfermeiro (5), psiquiatra (1), médico (15), nutricionista (3), fonoaudiólogo (2), fisioterapeuta (2), terapeuta ocupacional (2), veterinário (2), educador físico (5), assistente social (9), psicólogo (4), professor em diversas áreas (75), tecnólogo em construção civil (1), engenheiro civil (1), psicólogo (5), pedagogo (2), fiscal ambiental (5), engenheiro-agrônomo (2), tecnólogo de alimentos (1), auditor fiscal de tributos (3), assessor jurídico (2) e bibliotecária (1).

Os salários variam de R$ 724 a R$ 13.000 para jornadas entre 100 e 200 horas mensais.As inscrições devem ser efetuadas pelo site www.Funvapi.Com.Br. As taxas custam R$ 25 (médio) e R$ 30 (superior).As provas objetivas serão realizadas no dia 20 de julho. Também haverá avaliação de títulos para nível superior.

Governador Cid Gomes se reúne com setores do agronegócio

0 comentários
 governador Cid Gomes recebeu nesta segunda-feira (31), no Palácio da Abolição, representantes das câmaras setoriais ligadas ao agronegócio cearense que, juntas, empregam mais de 60 mil pessoas em todo o Sstado. Durante o encontro, os empresários que representam o setor agradeceram ao Governador a evolução da produção e o crescimento do volume de negócios amparados por políticas públicas consistentes implementadas nos últimos anos. 

"É um segmento estratégico para o Ceará e pelo qual eu tenho profundo respeito", disse Cid Gomes. Participaram da reunião os representantes das câmaras setoriais da fruticultura, camarão, leite, tilápia, flores, ovinocaprinocultura, logística, caju, mel e tilápia. Um exemplo elencado pelo grupo foi em relação à exportação de frutas que em 2006 era de US$ 46 milhões e em 2013 chegou a marca de US$ 117 Milhões. Outro dado importante colocado durante a reunião é de que atualmente o Ceará tem os maiores exportadores de frutas e leite do Brasil. Entre os consolidados e apresentados está o aumento das exportações nos últimos anos. Em 2013, do total de exportações, o agronegócio representou 41,1% do total. 

"O Governo atual tem um exemplo de atuação política e econômica que propiciou evoluções em todas as áreas",  afirmou Jorge Parente, um dos representantes do setor. Os representantes dos diversos setores elegeram demandas que foram prontamente atendidas pelo Governador nas áreas de irrigação e abastecimento de água, infraestrutura viária, incentivo aos pequenos agricultores etc. Participaram também o Secretário Chefe de Gabinete do Governador, Danilo Serpa; do Conselho de Desenvolvimento Econômico, Alexandre Pereira; o presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico (Adece), Roberto Smith.   

Troca de mensagens sem internet nos celulares

0 comentários

Um novo aplicativo de mensagens instantâneas para iPhone torna possível a conversa entre dois ou mais usuários mesmo quando seus aparelhos não estão conectados à internet ou onde não há cobertura de celular. O FireChat aproveita de um recurso pouco conhecido do iOS 7 da Apple chamado Multipeer Connectivity Framework (MFC).

MP acusa Luizianne Lins por improbidade administrativa

0 comentários
O Ministério Público do Estado do Ceará, através do promotor de Justiça de Defesa do Patrimônio Público Ricardo de Lima Rocha, propôs, na manhã desta segunda-feira (31), uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra a ex-prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins, e os ex-candidatos a prefeito e a vice-prefeito, Elmano de Freitas da Costa e Antônio Mourão Cavalcante, respectivamente.
 Luizianne Lins é acusada de desequilibrar a disputa eleitoral de 2012, abusando do poder político e de autoridade contra diversos funcionários terceirizados que prestavam serviço junto à Prefeitura Municipal de Fortaleza por meio de coações e assédio moral.
 A ação pede a condenação dos réus pela prática de atos de improbidade administrativa e consequente imposição aos réus de perda de função pública da ré Luizianne Lins e do réu Elmano de Freitas da Costa, bem como a suspensão de seus direitos políticos de três a cinco anos. Além disso, o promotor requer que ambos pagam multa civil até cem vezes o valor da remuneração percebida pelos promovidos, devidamente corrigida para os dias atuais.
 
 Segundo Ricardo Rocha, Luizianne Lins usou do poder político que detinha na qualidade de prefeita municipal para desequilibrar a disputa eleitoral em prol da candidatura de Elmano de Freitas da Costa e Antônio Mourão Cavalcante, também promovidos. Tal desequilíbrio ocorreu na medida em que a agente pública promovida, em conluio com os demais promovidos, abusando do poder político e de autoridade, agiu contra diversos funcionários terceirizados que prestavam serviço junto à Prefeitura Municipal de Fortaleza, mediante coações e assédio moral.
 Conforme a ação, os promovidos devem ser proibidos de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais, ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos. Os documentos anexados à petição tratam-se da íntegra do processo eleitoral pelo qual a ex-prefeita fora condenada.
 Na época em que o promotor de Justiça instaurou o procedimento investigatório, mandou todas as provas colhidas para o Ministério Público Eleitoral, o que culminou com a condenação pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Restou comprovado que, na última campanha eleitoral para prefeito de Fortaleza, a ex-prefeita promoveu demissão em massa de servidores terceirizados que não concordaram em votar no seu então candidato.
 O Ministério Público constatou, na época, a existência de uma chamada “grade de vereadores” que dizia respeito a uma lista de servidores apadrinhados de vereadores, empregados no Executivo municipal em troca de apoio político na Câmara. Os vereadores que não apoiaram o candidato da ex-prefeita, tiveram todos os componentes de sua “grade” demitidos. 

mpce

Aécio: Dilma superou 'todas as expectativas' de desperdício de dinheiro público

0 comentários
O senador Aécio Neves, pré-candidato do PSDB à Presidência da República, disse nesta segunda-feira em São Paulo que a presidente Dilma Rousseff "superou todas as expectativas" de desperdício de dinheiro publico. O tucano participa de debate com empresários acompanhado do governador paulista, Geraldo Alckmin, e do mineiro Antônio Anastasia, ambos do PSDB.

"Daqui a pouco vamos ter o confronto do Brasil virtual da propaganda do governo com o Brasil real. E um país que parou de crescer, assustado com a absoluta incapacidade de gestão em todas as áreas. A Petrobras é o caso mais emblemático mas, mas se espalhou por todo o governo", disse o senador. "As pessoas erram, o que me incomoda é não admitir o erro, achar que tudo é normal e que tudo vai bem", afirmou.  Veja

Rede/PSB confirma nome de Geovana Cartaxo para o Senado

0 comentários
A Rede Sustentabilidade no Ceará realizou reunião, neste final de semana, com seus filiados e mobilizadores, além de aliados, para tratar de assuntos pertinentes à política no Estado por ocasião da proximidade do processo eleições que acontecerá em outubro próximo. Em consenso com o PSB - partido que abriga alguns dos idealizadores da sigla no Estado após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitar a fundação por falta de comprovação do número de assinaturas – a Rede resolveu lançar pré-candidatura ao Senado Federal durante convenção estadual.
  Como indicação para a disputa na chapa majoritária de senador, a Rede definiu o nome da ambientalista Geovana Cartaxo, seguindo orientação das direções estadual e nacional. Já para o governo do Estado, a chapa será encabeçada pela empresária Nicole Barbosa, que é presidente municipal do PSB de Fortaleza. O Estado CE

Comandantes da Forças de Segurança do Estado estarão hoje em Sobral

0 comentários
Nesta segunda-feira (31), o prefeito de Sobral Veveu Arruda, reúne-se no final da tarde com a cúpula da segurança pública do Estado do Ceará, tendo a frente o Secretário de Segurança e Cidadania, Servilho Paiva. Em pauta, as ações de segurança para Sobral.

Segundo informações do chefe do gabinete do prefeito, Luciano Arruda, via Facebook,  o encontro também contará com as presenças do secretário-adjunto de Segurança Pública, do delegado geral da Polícia Civil, do comandante geral da Polícia Militar do Ceará, do delegado geral da Polícia Civil, do comandante geral da Policia Militar no interior, do comandante geral do Corpo de Bombeiros, do comandante do 3º BPM,  do comandante do 3º Grupamento de Bombeiros, dos delegados regional e municipal, além de juízes e promotores criminais de Sobral. 

O Prefeito Veveu, trabalha para que todas as forças de segurança atuem de forma estratégica, focando as ações articuladas entre os diversos setores buscando assegurar a tranquilidade do sobralense.

EM TEMPO
Bom recordar que, em agosto de 2013, o vereador Dr. Estevão Ponte apresentou e aprovou na Câmara de Vereadores requerimento 482/13, solicitando ao Governo Federal o envio de tropas da Força Nacional de Segurança para Sobral.

(com informações do Blog do Verissimo)

Relatório do MP confirma denúncia de funcionários fantasmas em prefeitura

0 comentários
O relatório resultado de uma investigação iniciada pelo Ministério Público do Ceará (MP), na promotoria de Aracati, contra a prefeitura deste município, vazou para a imprensa daquele município na manhã da última sexta-feira(28). No documento, que tratou de investigar irregularidades na folha salarial dos servidores, teriam sido constatadas a existência de servidores fantasmas, duplicidade de contratos, descumprimento de plantão e nepotismo. As informações estão circulando em diversos blogs e sites de Aracati, bem como compartilhadas nas redes sociais.
As investigações tiveram a frente os promotores de justiça Luiz Dionísio de Melo Júnior e Liduína Maria de Sousa Martins. Segundo com o que foi divulgado, o relatório teria apontado que pelo menos R$ 194 mil estariam sendo pagos todos os meses a servidores que se encontram em situação irregular. Ainda de acordo com o documento, a promotoria teria dado um prazo de 30 dias para que o prefeito de Aracati, Ivan Silvério, sanasse as irregularidades. Caso contrario, seria ajuizada uma ação contra o gestor.
A reportagem do Blog Diário Vale do Jaguaribe entrou em contato com a promotoria de Aracati e um funcionário informou que as informações são verdadeiras, mas que a promotoria não liberou o documento para imprensa e que o mesmo só foi entregue em mãos para o prefeito Ivan Silvério. O funcionário também ressaltou que o documento não tinha caráter sigiloso e que teria sido compartilhado por outras pessoas.
Diário do Vale do Jaguaribe

MP ajuíza duas ações contra ex-prefeito de Umari

0 comentários
O Ministério Público do Estado do Ceará, através do promotor de Justiça Edgard Jurema de Medeiros, ajuizou na última quinta-feira (27) duas ações contra o ex-prefeito de Umari Francisco Alexandre Barros Filho. A primeira é uma denúncia criminal e a outra uma ação civil pública pela prática de improbidade administrativa. 

As investigações do MP foram motivadas após denúncias de que os servidores públicos municipais não teriam recebido os salários dos meses de outubro, novembro e dezembro de 2012, bem como o 13º salário do mesmo ano. Com base em relatórios do Tribunal de Contas dos Municípios, foi constatado que houve um descontrole nos gastos públicos por parte do ex-prefeito de Umari nos últimos oito meses do seu mandato.

O balanço orçamentário do município demonstrou que Francisco Alexandre Barros Filho promoveu gastos que superaram a disponibilidade de caixa dos cofres públicos municipais, gerando restos a pagar sem lastro financeiro, o que é considerado ao mesmo tempo ato de improbidade administrativa e infração penal. O MP também apurou que o ex-gestor violou a Lei de Responsabilidade Fiscal ao promover previsão de arrecadação de receita de 2012 muito superior ao que foi efetivamente arrecadado naquele ano e à média dos três últimos exercícios financeiros. Tal conduta prejudicou a execução orçamentária do município.

Caso seja condenado, Francisco Alexandre Barros Filho poderá ter uma pena de prisão de 1 a 4 anos. Além disso, perda de eventual função pública exercida, suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos, pagamento de multa civil de até cem vezes o valor da remuneração percebida pelo agente e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos.


mpce

Se a ditadura continuasse a nossa dívida externa teria o valor de US$ 1,2 tri

0 comentários
Iniciado há exatos 50 anos, o regime militar deixou como herança uma dívida externa que permaneceu impagável ao longo da primeira década da redemocratização.

Ao final de 1984, último ano completo sob a ditadura, o Brasil devia a governos e bancos estrangeiros o equivalente a 53,8% de seu Produto Interno Bruto, ou seja, de toda a renda gerada no país.

Eram US$ 102,1 bilhões para um PIB -que indica a capacidade nacional de pagamento- de US$ 189,7 bilhões.

Em proporções de hoje, seria como se o Brasil devesse US$ 1,2 trilhão, o quádruplo da dívida externa atual.

Mas a situação era ainda mais dramática porque, na época, dois terços do endividamento externo era de responsabilidade do governo federal, principalmente, dos Estados e dos municípios.

Hoje, a dívida externa pública, na casa dos US$ 120 bilhões, representa pouco menos de 40% da dívida externa total, enquanto as reservas em dólar do Banco Central superam os US$ 370 bilhões.

No governo militar, a dívida começou a crescer nos anos do crescimento econômico recorde que alimentava o poder político do regime. O desempenho do país, porém, começou a decrescer, como mostram os resultados dos ministros da Fazenda mais longevos desde o golpe de 1964.

Do “milagre econômico” de Delfim Netto à derrocada gerida por Ernane Galvêas, a escalada da riqueza deu lugar à disparada da inflação, e a multiplicação da dívida foi decisiva no processo.

A dívida rondava os 25% do PIB até 1979, quando deu um salto impulsionado pela elevação brusca das taxas de juros internacionais. Na época, o preço do petróleo havia subido muito, e os países ricos tentavam conter a inflação.

O Brasil teve de estimular as exportações para gerar os dólares necessários para o pagamento da dívida. Para isso, deixou as cotações da moeda americana subirem, o que tornava as exportações mais baratas -mas, em compensação, encarecia os produtos importados.

O resultado foi estagflação, a rara e temida combinação de economia estagnada e inflação acelerada, e ajudou a apressar a retirada dos militares.

Os pagamentos da dívida só foram regularizados em 1994, após acordo com os credores para reduzir o montante devido e os juros.

Folha

Governo deixará de arrecadar R$ 840 milhões com horário eleitoral gratuito

0 comentários
O horário eleitoral obrigatório, na verdade só é ” gratuito” para os partidos políticos. A União deixará de receber R$ 840 milhões em impostos, para compensar as perdas com publicidade das empresas de rádio e televisão, que são obrigadas à divulgação da propaganda partidária e eleitoral. O benefício às emissoras que veiculam o horário eleitoral obrigatório é garantido pela legislação eleitoral (lei 9.504/2007). O valor deduzido em imposto de renda corresponde a 80% do que as empresas receberiam caso vendessem o período para a publicidade comercial. Enquanto as emissoras arcam com 20% dos custos, valor que para o governo seria uma contribuição para a democracia, é como se cada brasileiro pagasse, indiretamente, R$ 4,17 para receber informações sobre candidatos e partidos políticos no rádio e na tv. Desde 2002, R$ 5,2 bilhões deixaram de ser arrecadados pela União por conta das deduções fiscais, em valores correntes.

Contas Abertas

Preços de remédios podem ser reajustados em até 5,7% a partir desta segunda

0 comentários
A partir desta segunda-feira (31), indústrias farmacêuticas e distribuidoras podem reajustar em até 5,68% os preços de medicamentos regulados pelo governo. Segundo o Ministério da Saúde, a regulação vale para mais de nove mil remédios, com mais de 40% deles na categoria nível três – de menor concorrência, cujas fábricas podem ajustar o preço-teto em 102% - e o valor não sofrerá aumento na farmácia. “O ajuste autorizado pode alterar o preço máximo de fábrica, porém não impacta diretamente no valor pago pelo consumidor, uma vez que muitas empresas adotam descontos na comercialização dos produtos”, informou a pasta. A resolução da Câmara de Regulação de Medicamentos (Cmed) que autoriza o reajuste foi publicada na quinta-feira (27) no Diário Oficial da União. A Cmed estabelece o valor do aumento anualmente baseado em critérios definidos na Lei 10.742 de 2003. Para chegar ao cálculo, são considerados a inflação do período (de março de 2013 até fevereiro de 2014), produtividade da indústria, variação de custos dos insumos e concorrência dentro do setor. Informações da Agência Brasil.

Artur Bruno quer sair de Brasília

0 comentários
O deputado federal, Artur Bruno, não irá tentar a reeleição para continuar em Brasília. O mesmo afirmou para jornalistas que não se acostumou com a capital brasileira e pretende retornar a Assembléia Legislativa do Ceará este ano. 

Governo envia nota sobre o HGF

0 comentários
Com a forte chuva de 133 milímetros registrada em Fortaleza durante a madrugada, a maior deste ano, parte do forro de uma das salas de estabilização do Hospital Geral de Fortaleza cedeu. Na hora, havia cinco pacientes na sala. Todos com o perfil de alta complexidade. Foram transferidos para outras áreas do hospital.

Os serviços de restauração foram iniciados imediatamente, a partir das 2 horas da madrugada. Uma vistoria está sendo feita em toda a área do prédio.

Durante todo dia de hoje, os pacientes que chegam à emergência do HGF estão sendo referenciados para outras unidades da rede estadual de saúde.

Todas as outras áreas do hospital, como os setores de cirurgias, AVC, marcação de consultas e realização de exames estão funcionando normalmente.


Assessoria de Comunicação da Sesa

Fábrica de calçados irá criar 3 mil empregos em Tauá

0 comentários
Tauá irá se transformar em Pólo Calçadista, após uma longa batalha travada na Justiça Estadual e Federal, toda documentação para a regularização do terreno numa área de 123.100 metros quadrados, às margens da CE-176, que liga os municípios de Tauá e Arneiroz, está aprovada.

Ao todo, serão edificados cinco galpões. O investimento é da ordem de R$ 40 milhões e gerará em torno de três mil novos postos de trabalho da região, quando estiver funcionando em plena capacidade a fábrica de calçados. A empresa é a Melbros Calçados.

Dilma realiza exames em Brasília

0 comentários
A presidente Dilma Rousseff se submeteu a uma série de exames na manhã desta segunda-feira,31,  no Hospital das Forças Armadas (HFA) em Brasília. Segundo o Palácio do Planalto, tratam-se de exames de rotina, mas há cerca de uma semana ela enfrenta uma gripe.

Domingos Filho diz não ! Aos Ferreira Gomes

0 comentários
O atual vice-governador do Ceará, Domingos Filho, afirmou que não irá renunciar ao cargo como pretende os irmãos Ciro e Cid Gomes.  A decisão pegou a todos de surpresa e até o momento a situação está complicada para o atual governo.
Domingos Filho está em Tauá onde ninguém consegue uma comunicação como líder político.

Parece que Cid Gomes está perdendo o controle das ações para sua sucessão, atrito com o PT, sem o apoio do PMDB e agora atrito com Domingos Filho...   

Jantar de despedida para Eduardo Campos

0 comentários
Prestes a deixar o Governo de Pernambuco nesta sexta-feira (4) para disputar a Presidência da República, o governador Eduardo Campos (PSB) participa nesta segunda (31) de um jantar oferecido pelos poderes Legislativo e Judiciário no Estado de Pernambuco. O encontro deve ocorrer às 20h, em um restaurante na Avenida Domingos Ferreira, em Boa Viagem.
Campos deve oficializar a candidatura à Presidência no dia 14, em Brasília. Ele terá como vice a ex-senadora Marina Silva (PSB). Blog do Jamildo

Vídeo: Parte do teto do HGF desaba

0 comentários

As chuvas em Fortaleza na madrugada desta segunda-feira, 31, provocaram o desabamento departe do teto da Sala de Estabilização do Hospital Geral de Fortaleza, na rua Ávila Goulart, no bairro Papicu. Não houve feridos, mas na ala da Unidade de terapia Intensiva, goteiras atingiram os pacientes.


Segundo a assessoria de imprensa do HGF, no local do desabamento, estavam quatro pacientes, mas nenhum foi atingido. Eles foram encaminhados para outra área do HGF e o problema, ainda segundo a assessoria do hospital, teria sido ocasionado por uma canalha que estava entupida e não suportou a chuva. 

Veja o vídeo do exato momento:



O Povo

Empresários querem Lula de volta ou mudança de governo

0 comentários
Na opinião de Greg Lesko, diretor-gerente da Deltec Asset Management em Nova York, que têm US$ 800 milhões em ativos, dos quais quase US$ 200 milhões investidos nas bolsas da América Latina, os investidores estrangeiros se sentiriam mais confiantes em voltar a comprar Brasil se houvesse a perspectiva de mudança de rumos da política econômica no próximo governo.
"Sobre a volta do Lula, o ex-presidente apenas manteve no lugar os pilares econômicos estabelecidos no governo Fernando Henrique Cardoso", disse Lesko a esta coluna. "Aconteceria um rally nos preços dos ativos apenas se Lula promovesse uma reviravolta no mix atual de política econômica."
Lesko, contudo, não acredita que Lula e o Partido dos Trabalhadores que ele representa fariam isso. "O que o Lula fez no seu governo não eram as políticas do PT", disse. "Outros quatro anos de políticas do PT, quer seja Lula ou Dilma, não seriam bom para o Brasil."
Para Lesko, uma vitória de Aécio Neves seria o que mais agradaria ao mercado pela perspectiva do retorno de políticas "investment friendly", ou pró-investimento. "A Bovespa já teve uma boa alta, então há um potencial para correção, mas se futuras pesquisas de opinião mostrarem uma eleição bem mais competitiva do que os últimos números de intenção de voto indicaram até agora, então há espaço para a Bovespa manter a valorização já acumulada ou subir até mais", disse Lesko.
Na opinião de um estrategista-chefe de um hedge fund baseado em Londres, o qual investe 80% do seu patrimônio em ações e dívida de países emergentes, se as próximas pesquisas mostrarem uma probabilidade cada vez maior de Dilma Rousseff perder as eleições em favor de um candidato da oposição, em especial Aécio Neves, ou mesmo se ela for substituída por Lula, a Bovespa poderia se valorizar mais 20% sobre o nível atual.
Apenas no mês de março, a Bovespa já acumula ganho de 6,1%, sendo negociada a 49.976,69 pontos por volta das 12h20.
"O Brasil tem um grande problema neste momento que é um mix de política econômica, a qual é percebida pelos investidores brasileiros e estrangeiros como sendo errada", afirmou a fonte, que pediu para não ser identificado. "Há grande preocupação com a postura fiscal do governo brasileiro, com a demanda doméstica e com a falta de investimentos - e o sentimento dos investidores é que a reeleição de Dilma não resolveria tais preocupações, ao menos nos primeiros seis ou doze meses do próximo mandato", explicou.
Volta de Lula. Para ele, o mercado ficaria satisfeito com um cenário em que tivesse de escolher entre a volta de Lula ou a vitória de um candidato de oposição que representasse uma mudança dos rumos da política econômica.
"Mas certamente a volta de Lula como candidato do PT no lugar de Dilma seria um 'driver' (catalisador) poderoso para os preços dos ativos brasileiros", afirmou o gestor de hedge fund inglês. Além da alta da Bovespa, ele considera que a entrada de capital estrangeiro poderia derrubar a cotação do dólar até R$ 2,15.
Já um gestor de um hedge fund nos Estados Unidos, com uma aplicação significativa na bolsa brasileira, comentou que há uma grande frustração entre os investidores estrangeiros com a falta de investimentos no Brasil.
"A reeleição de Dilma Rousseff não reverteria o sentimento negativo hoje prevalecente entre os investidores", disse. Além disso, um segundo mandato de Dilma representaria, aos olhos do gestor ouvido acima, a continuidade do controle de preços da energia elétrica e dos combustíveis, além do intervencionismo em vários segmentos da economia. O reflexo disso, segundo ele, está na resistência das expectativas inflacionárias em ceder.
"Obviamente, uma queda dela nas pesquisas de intenção de voto poderá animar os investidores", afirmou. Para ele, a volta de Lula não resolveria as incertezas dos investidores. "Ninguém quer mais o PT e sua política de controle de preços administrados", afirmou. Para ele, uma crescente possibilidade de vitória de Aécio Neves poderia dar mais confiança aos investidores estrangeiros de que, ao menos quanto à estabilidade macroeconômica, o Brasil poderia "arrumar a casa" e abrir espaço para a volta dos investimentos. 
* A coluna de Fábio Alves foi publicada no serviço Broadcast, da Agência Estado

Pão de Açucar com mais duas lojas no Ceará

0 comentários
O Grupo Pão de Açucar irá abrir mais duas lojas no Ceará este ano, através da sua bandeira Assaí Atacado. Uma unidade será em Messejana e outra em Sobral. 

Prefeito de Várzea Alegre inaugura estátua do Cristo Ressuscitado

0 comentários

O prefeito de Várzea Alegre, Vanderlei Freire (PSD), prometeu em 2013 ao povo da cidade que ergueria na Serra do Gravié uma estátua de Jesus Cristo. A promessa fora feita durante a IX Caminhada à Capela de Maria de Bil neste domingo,30. Segundo informações, mais de 2 mil pessoas foram ao local acompanhar a colocação da estátua.


Fotos: Marco Filho

Eduardo Campos e Aécio Neves trocam mensagens via celular

0 comentários
Além de se falarem a cada dois dias, os presidenciáveis Aécio Neves e Eduardo Campos trocam diariamente mensagens pelo celular, nas quais afinam o tom dos ataques ao governo. Ambos, no entanto, tinham estratégias distintas. O tucano ocuparia a trincheira de ataque feroz ao governo e o socialista, governador de Pernambuco, se apresentaria como o candidato da continuidade, mas sem o continuísmo. O acordo entre eles simplesmente rezava que um não se voltaria contra o outro. Do início do ano para cá, o tal pacto de não agressão ganhou novos contornos e resultou em uma sintonia fina poucas vezes vista em período pré-eleitoral. Analisando as últimas pesquisas de intenções de voto, as equipes de Aécio e de Campos chegaram a uma mesma conclusão: os dois precisam tirar votos da presidenta Dilma para que haja a possibilidade de um segundo turno. E, para tanto, os dois candidatos nunca estiveram tão juntos e tão afinados.  Suas conversas são muito mais frequentes do que sugerem as últimas cenas públicas de um jantar em Ipanema, no Rio de Janeiro, ou o ocasional encontro na festa de debutante da filha do ex-diretor da Caixa, Geddel Vieira Lima. Interlocutores dos dois presidenciáveis disseram à ISTOÉ que Aécio e Campos conversam no mínimo a cada dois dias e trocam diariamente mensagens pelo celular.

13 mil armas apreendidas no Ceará

0 comentários

O número de homicídios, latrocínios (roubos seguidos de morte) e assaltos vem influenciando o comportamento dos moradores de Fortaleza e do interior do Estado. Muitos são os relatos de pessoas de vítimas de criminosos, que portavam armas de fogo. O medo não é gratuito, já que somente neste ano, até o último dia 21, 1.122 pessoas haviam sido executadas no Ceará. Em contrapartida a este número, 13.203 mil armas foram apreendidas de 2012 até fevereiro de 2014, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Eleições diretas no TJCE

0 comentários

A Associação Cearense de Magistrados (ACM) realiza hoje, às 9h, ato político no Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) visando à implantação de eleições diretas para os cargos de presidente e vice-presidente daquele órgão. A ACM protocolará no TJCE um requerimento solicitando a alteração do Regimento Interno do Tribunal.

domingo, 30 de março de 2014

As marcas da campanha de Dilma este ano

0 comentários


    As pesquisas do PT já identificaram as três marcas que são associadas à gestão de Dilma e serão os carros-chefes de sua campanha: Mais Médicos, Pronatec e Minha Casa, Minha Vida. De acordo com Vera Magalhães, da coluna Painel, a ideia é ampliar a exposição desses programas, assim como o ex-presidente Lula explorou o PAC, o ProUni e o Bolsa Família. Blog Folhape

    Jornal diz que crise da Petrobrás ajudou Eunício Oliveira

    0 comentários
    A iminência da abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar irregularidades na Petrobrás levou o Palácio do Planalto e o comando da campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff a começar um processo de reaproximação com o PMDB, após semanas de uma intensa disputa política com o principal aliado. O objetivo é consolidar apoios no Congresso Nacional que ajudem a blindar Dilma durante a investigação. Em troca, o PT cede espaços na elaboração dos palanques regionais. O primeiro caso a ser revisto foi justamente onde as negociações estavam mais complicadas: Ceará. No Estado, a crise na Petrobrás pôs fim à disputa de meses entre os irmãos Cid e Ciro Gomes e o senador Eunício Oliveira (PMDB), que reivindicava o direito de disputar o governo. Eunício, que chegou a ser convidado para assumir o Ministério da Integração Nacional para abrir caminho para os irmãos Gomes, rejeitou a oferta feita por Dilma e afirmou que só aceitaria a candidatura ao governo. Passou, desde então, a frequentar todas as reuniões de grupos dissidentes. Mas os problemas na estatal aceleraram a solução. Com o aval da presidente, ele será o candidato da base. A crise na Petrobras também deverá empurrar o PT do Maranhão para uma aliança com o senador José Sarney (PMDB-AP) e com a governadora Roseana Sarney (PMDB). Na Paraíba, a ordem é levar o PT para o PMDB do senador Vital do Rêgo. Dilma decidiu que o PT deverá apoiar o candidato Veneziano do Rêgo, irmão dele, ao governo. A CPI da Petrobrás deverá mudar também o quadro político em Goiás. O PT havia decidido que só se aliaria ao PMDB se o candidato fosse o ex-governador Iris Rezende. Mas o partido passa por uma disputa interna, com favoritismo de José Batista Júnior, o Júnior da Friboi. Há, nesse instante, uma pressão interna do PT para que o partido desista de lançar a candidatura do prefeito de Anápolis, Antonio Gomide, e apoie o nome do PMDB, mesmo que seja Júnior da Friboi. Estadão

    Em abril, Eunício Oliveira lança pré-candidatura ao governo do Ceará

    0 comentários
    O senador Eunício Oliveira se prepara para lançar sua pré-candidatura ao governo do Estado ainda no próximo mês de abril.
    Eunício pretende aguardar a definição do governador Cid Gomes, no próximo dia 05 de abril, após acordo acertado na reunião da última sexta-feira.
    O PMDB se organiza para mais um encontro regional no interior do Ceará em Russas, nesse próximo mês, onde Eunício deve confirmar sua pré-candidatura.

     As informações são do blog do jornalista Roberto Moreira.

    Patrícia Saboya no TCE

    0 comentários
    A posse de Patrícia Saboya como conselheira do Tribunal de Contas do Estado (TCE) ocorre amanhã, após ela renunciar, na última sexta-feira, ao mandato de deputada estadual. Indicada pela Assembleia Legislativa e chancelada pelo governador Cid Gomes, Saboya será empossada ao cargo pelo presidente da Corte, conselheiro Valdomiro Távora.
    Na nova vaga, Patrícia deverá, juntamente aos demais conselheiros, fiscalizar e julgar a aplicação dos recursos públicos, além de emitir parecer prévio sobre as contas do governador do Ceará e órgãos vinculados, auxiliando a Assembleia Legislativa no exercício do controle externo. Ela ocupará a vaga deixada pelo ex-conselheiro Pedro Timbó, por conta da aposentadoria compulsória.

    Para maioria dos brasileiros, corrupção atual é maior do que na ditadura, aponta pesquisa

    0 comentários
    A maior parte dos brasileiros acredita que a corrupção nos dias atuais é maior do que no período da ditadura militar, aponta pesquisa Datafolha. De acordo com o levantamento, o Brasil atual é melhor em termos de liberdade de expressão, cultura, direitos humanos, economia, social, educação e preservação do meio ambiente. No entanto, 68% dos entrevistados consideram que a corrupção aumentou. Outros setores nos quais o país estaria pior, segundo a pesquisa, são a saúde e a segurança pública. No primeiro item, 33% acham que está melhor, 15% igual e 45% pior. Já na questão da segurança pública, 51% apontam piora.

    Gilberto Gil diz que irá votar em Eduardo Campos

    0 comentários
    O cantor Gilberto Gil declarou que votará no governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), para presidente da República, em função da aliança com a Rede, da ex-senadora Marina Silva, que deverá ser anunciada oficialmente no dia 14 de abril como candidata a vice na chapa do socialista. “Se eles mantiverem a parceria, como tudo indica que manterão, votarei nos dois”, afirmou o artista à Folha de S. Paulo. Ao explicar seu voto, Gil disse que andar “com fé atrás da ex-senadora Marina Silva onde quer ela vá”. Ex-ministro da Cultura, durante o governo Lula, o cantor declarou que, “hoje”, não aceitaria um cargo em uma possível gestão de Campos e Marina, mas não descartou completamente a possibilidade. “Pensando em hoje, não. Pensando em amanhã, não sei. Amanhã é amanhã. Amanhã será outro dia”, completou. Bahia Notícias

    Ceará vence Clássico-Rei e quebra invencibilidade do Fortaleza

    0 comentários
    O duelo entre Ceará e Fortaleza neste domingo (30) foi digno de um Clássico-Rei. Com movimentação intensa durante grande parte da partida, o jogo foi marcado por umareviravolta de postura do Vovô na segunda metade da etapa final, que assegurou a vitória alvinegra por 3 a 1.
    Saindo do banco, Bill foi o grande responsável pela vitória alvinegra. O centroavante empatou placar quando o Ceará não parecia esboçar reação, e também foi o autor do gol da virada. Magno Alves, para o Vovô, e Edinho, para o Leão, marcaram os outros tentos do duelo.
    O resultado quebra uma invencibilidade histórica do Fortaleza no Campeonato Cearense. O Leão estava há 25 jogos sem saber o que era uma derrota. Já o Vovô chega à marca de 9 partidas sem perder um Clássico-Rei.
    Já classificados, Ceará e Fortaleza esperavam conhecer seus adversários da semifinal. Líder, o Leão recebe o 4º colocado Icasa, que empatou com o Guarani de Juazeiro em 1 a 1. Já o Vovô encara o Guarany de Sobral, que ficou na 3ª colocação após empate em 1 a 1 com o Horizonte.
    Veja datas e locais das semifinais:
     
    Icasa x Fortaleza - 06/04/2014 (domingo), 16h, no Romeirão 
    Fortaleza x Icasa - 12/04/2014 (sábado), 17h, no Presidente Vargas
     
    Guarany de Sobral x Ceará - 06/04/2014 (domingo), 16h, no Junco
    Ceará x Guarany de Sobral - 13/04/2014 (domingo(, 16h, na Arena Castelão

    *Fortaleza e Ceará jogam por dois resultados iguais


    Ficha técnica:
     
    Ceará: Luís Carlos; Samuel Xavier, Sandro, Anderson e Hélder (vicente); João Marcos, Michel (Assisinho) e Ricardinho; Felipe Amorim, Magno Alves e Tadeu (Bill)
    Técnico: Sérgio Soares
     
    Fortaleza: Luis Henrique; Tiago Cametá, Genílson, Max Oliveira e Fernandinho (Adalberto); Corrêa, Walfrido, Edinho (Romarinho) e Marcelinho Paraíba; Paulinho e Robert (Diego Neves)
    Técnico: Marcelo Chamusca
     
    Competição: Campeonato Cearense
    Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
    Data: 30/03/2014 (domingo)
    Horário: 16h
    Árbitro: Avelar Rodrigo
    Assistentes: Mardônio Ribeiro e Renan Aguiar
     
    Gols: Bill (28', 36'-2ºT) e Magno Alves (38'-2ºT)(;Edinho (18'-1ºT) [Fortaleza]
     
    Cartões amarelos: João Marcos (Ceará); Edinho, Marcelinho Paraíba e Paulinho (Fortaleza); 

    Agenor Neto e filhos no clássico da paz

    0 comentários
    Castelão  recebe um bom público neste domingo,30, para o clássico da paz, Ceará x Fortaleza e várias autoridades, entre elas a liderança política Agenor Neto que está ao lado dos seus filhos Agenorzinho, Victor e do seu afilhado Yuri. Se o internauta observar, o político já está no ritmo da Copa.


    Prefeito de Crateús é o médico do jogo

    0 comentários
    Situação interessante neste domingo,30, onde no jogo Crateús x Nova Russas que está acontecendo no estádio Juvenal Melo. O prefeito da cidade, Carlos Felipe é o médico da partida.

    MP pede o fim de pensão do presidente nacional do DEM

    0 comentários
    O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) impetrou no último dia 24 uma ação civil pública para obrigar o governo estadual a sustar o pagamento de pensão vitalícia aos ex-governadores Lavoisier Maia Sobrinho e José Agripino Maia (DEM). Eles recebem pensão vitalícia no valor de R$ 11 mil cada um, com base na constituição estadual de 1974, já revogada e editada no período da ditadura militar.Agripino Maia é senador, presidente nacional do DEM e foi governador do Rio Grande do Norte em dois mandatos - 1983/1986 e 1991/1994. Ele recebe a pensão desde 15 de maio de 1986. Lavoisier Maia, que recebe o benefício desde 16 de junho de 1986, foi governador no período de 1979/1983 e deixou a política.

    Para Lula, Dilma 'é que nem o Tite'

    0 comentários
    Preocupado com o inferno astral do governo, a quase seis meses da eleição, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse a dirigentes do PT que a presidente Dilma Rousseff precisa sair da defensiva e dar "caneladas" nos adversários. Na sua avaliação, Dilma deve aproveitar o fim da reforma ministerial para mudar radicalmente o modelo de articulação política com o Congresso.
    "A Dilma é que nem o Tite. Não deixa o time jogar", disse Lula, em referência ao técnico que comandou o Corinthians de 2010 a 2013. Tite conquistou todos os títulos possíveis - incluindo a Libertadores e o Mundial, em 2012 -, mas deixou o clube com fama de preferir a retranca às jogadas individuais, o que o levou à 10.ª posição e ao recorde de empates num Campeonato Brasileiro (17 em 38 partidas).
    Corintiano roxo e acostumado a ver semelhanças entre política e futebol, Lula comparou Dilma a Tite em conversas com pelo menos três petistas. No momento em que o Planalto é ameaçado pela CPI da Petrobrás, a popularidade de Dilma cai e uma agência internacional rebaixa a nota de crédito do Brasil, o ex-presidente não esconde a agonia com a sucessão de más notícias.
    Lula foi um dos padrinhos da indicação do deputado Ricardo Berzoini (PT-SP), que na terça-feira substituirá Ideli Salvatti na Secretaria de Relações Institucionais. "Daqui a pouco eu não consigo falar aqui nem com o porteiro da Casa Civil", disse Ideli, de malas prontas para a pasta de Direitos Humanos, após várias tentativas infrutíferas de se comunicar com o chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, na semana passada.
    Diante do racha entre os aliados do governo no Congresso, Berzoini dividirá a articulação política com Mercadante e terá a missão de pacificar a Câmara, onde o PT está revoltado e o PMDB lidera um grupo de insatisfeitos batizado de "blocão" .
    Em reuniões com coordenadores da campanha de Dilma, Lula tem dito que sua sucessora precisa dar mais atenção ao mundo político e empresarial, se quiser ser reeleita. No seu diagnóstico, ela necessita delegar tarefas, romper o isolamento e deixar os ministros trabalharem com autonomia, pois só assim vencerá a batalha da comunicação.
    Bateu, levou. Para Lula, a equipe de Dilma deve sintonizar o discurso e reagir de forma dura, na linha "bateu, levou", à ofensiva do senador Aécio Neves (PSDB-MG) e do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), adversários do PT na disputa pela Presidência.

    "Nós não temos nada a esconder numa CPI da Petrobrás, mas lamentamos que ela seja usada para palanque eleitoral. Aliás, estranhamos que a oposição não tenha a mesma veemência para investigar denúncias no metrô de São Paulo e no porto de Suape, em Pernambuco", insistiu a senadora Gleisi Hoffmann (PT), ex-chefe da Casa Civil, dando o tom da estratégia do governo para implodir a CPI.
    A queda na popularidade de Dilma e de sua gestão, apontada na última pesquisa CNI/Ibope, foi o ingrediente que entornou o caldo de preocupações petistas e fez ressuscitar o coro do "Volta, Lula". De fevereiro a março, o índice de eleitores que consideraram o governo bom ou ótimo caiu de 39% para 36%, mas a queda em relação a novembro foi de 7 pontos. É um patamar próximo do registrado nos protestos de junho. Até beneficiários do Bolsa Família demonstraram insatisfação com Dilma.
    "O presidencialismo no Brasil é tão imperial que o mau humor da presidente se reflete na sociedade. É o efeito bumerangue", provocou Aécio. "O cristal quebrou porque governante que não ouve dá as costas para o povo", disse Campos.
    Empresários, políticos e sindicalistas que têm conversado com Lula saem com a impressão de que até hoje ele não desencarnou totalmente do governo e sofre no banco de reserva. Mesmo assim, antes de viajar para a Espanha, na quarta-feira, o ex-presidente jogou um balde de água fria em quem o sondou sobre a possibilidade de sair candidato. "Não existe isso. Vou fazer campanha para Dilma de manhã, de tarde e de noite", prometeu.
    Apesar da garantia, Lula nega estar pendurando as chuteiras e faz mistério sobre planos. Quando questionado, recorre ao clássico "o futuro a Deus pertence", abre um sorriso e repete um bordão: "Se me encherem muito o saco, volto em 2018". Ninguém sabe, porém, se esse projeto existe mesmo. Declarações de Lula, dizem os petistas, são como parábolas da Bíblia: cada um interpreta de um jeito.

    Estadão

    O encontro: Cid Gomes x Eunício Oliveira

    0 comentários
    Pronto: em conversa com Cid Gomes, o senador Eunício Oliveira (PMDB) oficializou sua decisão de ser candidato ao Governo do Ceará. Concretizou-se assim mais uma das muitas etapas do imbróglio de 2014, muito embora o senador já tivesse, há meses, se jogado de corpo e alma na campanha.

    Ainda no ano passado, escrevi aqui o quanto era constrangedor a postura de um aliado que se joga na campanha muito antes dos prazos e em pleno andamento do mandato de Cid Gomes, o líder natural do processo. Pois é. Há tempos que o senador já serve café gelado para o governador.

    O que pode ter acontecido na conversa? Provavelmente, um clima tenso. Não poderia ser diferente. Afinal, o tema em questão nem de longe apetece ao governador, que sonhava empurrar lá para maio/junho as conversas com os aliados sobre sucessão.

    Mas, vamos aos fatos. Eunício declarou a intenção que já era informalmente conhecida por Cid. O governador certamente ouviu atento e disse que, a seguir, ia conversar com o grupo de partidos aliados sobre o que o senador colocou na mesa. Mas, não haverá decisão acerca de candidaturas agora. Os prazos permanecem longos.

    Acatar a candidatura de Eunício e apoiá-la é sim uma das possibilidades disponíveis para o governador. Porém, se Cid assim o fizer será como uma capitulação. Explica-se: Eunício é um aliado pontual, mas não é do grupo político do governador. O senador comanda seu próprio grupo. É esse o ponto nevrálgico.

    Uma aposta: diante da candidatura de Eunício, com ou sem o apoio de Cid, o grupo político do governador vai se preparar para eleger o maior número possível de mandatos ligados à família, tanto para a Assembleia quanto para o Congresso Nacional.

    Ter uma bancada de confiança é fundamental diante da possibilidade da vitória de outro grupo político. É a forma de defender os pressupostos do mandato de Cid. É a forma de se defender de possíveis ataques oriundos de uma gestão que, possivelmente, não pertença ao grupo dos Ferreira Gomes, como é o caso do senador.

    Cid tem até a próxima sexta-feira para decidir se deixa o Governo ou se fica até o final do mandato. Não é uma decisão simples. Se decidir sair terá que resolver uma complexa equação política. O fidelíssimo vice Domingos Filho assume? Uma conversa franca com o vice é pressuposto para a tomada de decisão.

    Saindo ou ficando, tomadas todas as decisões complementares inerentes ao prazo de desincompatibilização, as próximas decisões serão necessárias somente em junho. Portanto, não esperem anúncios de decisões imediatas sobre quem será o candidato a governador de Cid e companhia.

    Fábio Campos/colunista O Povo

    Neymar e Daniel Alves são vítimas de racismo na Espanha

    0 comentários
    Foto: Alex Caparros / Getty Images
    Os jogadores Neymar e Daniel Alves foram vítimas de mais um ato de racismo no futebol mundial. Durante partida do Barcelona contra o Espanyol realizada neste sábado (29), na Catalunha, torcedores espanhóis imitaram sons de macaco e jogaram cascas de banana no gramado. De acordo com a Agência Estado, os atos hostis podem ter tido como alvo os jogadores brasileiros, já que eram os únicos negros do Barça. Os principais jornais espanhóis não noticiaram o suposto ato racista, que foi divulgado pelo site Sphera Sports Channel.

     

    Blog do Alex Santana . Copyright 2008 All Rights Reserved Revolution Two Church theme by Brian Gardner Converted into Blogger Template by Bloganol dot com