terça-feira, 30 de setembro de 2014

Militantes de Camilo e Eunício entram em confronto na Praça da Imprensa em Fortaleza

0 comentários
Os militantes dos candidatos ao Governo do Ceará Eunício Oliveira e Camilo Santana entraram em confronto na Praça da Imprensa horas antes do início do debate promovido pela TV Verdes Mares. Munidos de paus, pedras e bombas caseiras, os dois grupos se enfrentaram diante dos policias do Batalhão de Choque, que faziam a segurança.
 
O suporte das bandeiras dos candidatos foi usado como arma para o confronto. A polícia usoubombas de efeito moral, gás de pimenta e balas de borracha para separar a briga. Ninguém foi preso
 
Após a dispersão feita pelo Choque, os militantes se concentraram no outro lado da Praça. Segundo testemunhas, duas pessoas ficaram feridas e uma chegou a desmaiar. Uma ambulância do Samu foi chamada para prestar socorro aos feridos. DIÁRIO DO NORDESTE

PF encontra dinheiro e material de campanha em veículo no Ceará

0 comentários
A Polícia Federal (PF) encontrou nesta terça-feira, no km 11 da BR-222, um veículo Hilux que seguia de Fortaleza com destino a Tianguá, levando material de campanha eleitoral e R$ 13.400 em espécie.

De acordo com a PRF, o condutor não soube explicar "com clareza" a origem do dinheiro, apresentando versões contraditórias. 

A suspeita é que o material encontrado no veículo seria usado no próximo domingo, 5, para compra de votos. A ocorrência será encaminhada à PF para procedimentos.


Redação O POVO Online

TSE multa Dilma em R$ 25 mil por propaganda antecipada

0 comentários
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) multou hoje (30) a presidenta Dilma Rousseff em R$ 25 mil. Por 4 votos a 3, a maioria do ministros entendeu que a presidenta fez propaganda eleitoral antecipada no pronunciamento em rede nacional de rádio e TV para marcar o Dia do Trabalho, celebrado no 1º de maio.
A representação foi ajuizada pelo PSDB em maio, mas a liminar foi rejeitada pelo ministro Tarcísio Vieira.  Na sessão desta terça-feira, ao julgar o recurso do partido, os ministros entenderam que houve propaganda eleitoral antes do período permitido pela lei. Ainda cabe recurso.

Ibope: Dilma tem 39% das intenções de voto; Marina, 25% e Aécio, 19%

0 comentários
Pesquisa Ibope divulgada hoje (30) mostra a candidata Dilma Rousseff (PT) com 39% das intenções de votos para presidente da República. A candidata pelo PSB, Marina Silva, aparece com 25%  e Aécio Neves (PSDB) tem 19%. A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo. A pesquisa anterior, divulgada no dia 23, Dilma tinha 38%, Marina, 29% e Aécio, 19%.
Na pesquisa divulgada nesta terça-feira, o candidato Pastor Everaldo (PSC) e Luciana Genro (PSOL) marcam um 1% cada das intenções de voto. Eduardo Jorge (PV), Zé Maria (PSTU), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Mauro Iasi (PCB) e Rui Costa Pimenta (PCO) têm juntos 1%. Votos nulos ou brancos somam 7% e os indecisos são também 7%.
Em um possível segundo turno entre Marina e Dilma, Dilma teria 42% dos votos e Marina, 38%, o que configuraria um empate técnico devido à margem de erro da pesquisa, que é dois pontos percentuais, para mais ou para menos. Brancos e nulos somariam 12% e 8% não sabem ou não responderam.
Em um segundo turno entre Dilma e Aécio, Dilma sairia vencedora com 45% contra 35% dos votos. Brancos e nulos, 12% e indecisos, 8%. Entre Marina e Aécio, Marina teria 38% dos votos contra 34% de Aécio, o que também configura empate técnico. Brancos ou nulos somariam 16% e não sabem ou não responderam, 12%.
Quanto a rejeição aos candidatos, Dilma tem o maior índice, 31%; Marina, 20%; Aécio, 19%; Pastor Everaldo, 14%; Levy Fidelix, 11%; Zé Maria, 10%; Eymael, 10%; Luciana Genro, 9%; Mauro Iasi, 9%; Rui Costa Pimenta, 8%; Eduardo Jorge, 8%.
A avaliação do governo Dilma foi considerada ótima ou boa por 38% dos entrevistados. Os que responderam regular somam 33%. Já os que consideram o governo ruim ou péssimo foram 28% e 1% não soube responder.
O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 203 municípios do país entre os dias 27 e 29 de setembro. O nível de confiança é 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-00909/2014. Agência Brasil 

Eunício Oliveira irá receber a carta de Icó

0 comentários

Cid Gomes declara que “desvio de dinheiro é natural no serviço público”

0 comentários
“Desvio de dinheiro é natural e intrínseco ao serviço público”. A declaração foi feita pelo governador do Ceará, Cid Gomes (Pros), na noite de segunda-feira (29). Reunido para articulação da campanha de Camilo Santana (PT), Cid esteve com demais lideranças da coligação em um hotel de Fortaleza.
O governador fez a declaração ao tentar defender o petista sobre o escândalo dos banheiros, em que Camilo foi citado como envolvido na polêmica.  Na defesa, Cid ressalta que em todo governo há quem roube.
“Desde que existiu o dinheiro, existe quem procure roubar o dinheiro (sic). A diferença entre um governo sério e um governo conivente, é que o governo sério, quando descobre, pune. E foi o que o Camilo fez quando assumiu a secretaria [de Cidades] e viu que tinha um escândalo. Antes desse escândalo ser denunciado, ele já tinha demitido o responsável lá e tomou todas as providências”.
Confira o vídeo na íntegra:

Acusado de matar garçom em Iguatu será levado a júri popular

0 comentários
O juiz Josué de Sousa Lima Júnior, da 1ª Vara da Comarca de Iguatu, a 384 km da Capital, determinou que Clint Eastywood Marques Sarmento seja levado a júri popular. Ele é acusado de matar um garçom que negou atendê-lo durante festa, no dia 9 de dezembro de 2012.

De acordo com os autos (nº 28695-86.2013.8.06.0091), por volta das 5h30 da manhã daquele dia, o acusado, após passar a madrugada ingerindo bebida alcoólica, teria se desentendido com o garçom Antônio Eliomar da Cruz, porque não recebia atendimento. Revoltado, o réu sacou um revólver e efetuou três disparos na vítima, que não resistiu e faleceu no local.

Ao prestar depoimento, Clint Eastywood confessou o crime. Ele foi denunciado por homicídio duplamente qualificado (motivo fútil e mediante dissimulação).

Ao analisar o caso, o magistrado destacou que as provas produzidas revelam “a presença de razoáveis e suficientes indícios de que o réu seja o autor do fato delituoso”. Ainda segundo o juiz, “o acusado estava munido de arma de fogo, sem ter autorização e em desacordo com a determinação legal, e efetuou os disparos de modo inesperado, contra uma pessoa desarmada, circunstância bastante a evidenciar a ocorrência de causa impossibilitadora da defesa do ofendido”. tjce

Aécio Neves divulga plano de governo pela internet

0 comentários
A seis dias das eleições, o candidato à Presidência Aécio Neves (PSDB) resolveu divulgar o seu programa de governo. Nesta segunda-feira (29), ele divulgou, através do Facebook, o vídeo em que explica, em conversa com jornalistas, que escolheu anunciar o plano de maneira “diferente” e “inédita”. “Para que programa de governo não seja apenas um documento acadêmico, onde poucos manuseiam e a população não tem ideia daquilo que ali está sendo tratado”, justificou. O programa está disponível no site do candidato e é divulgado em partes até a sexta-feira (3). A primeira delas foi apresentada, na segunda, através da ferramenta Face to Face, quando o coordenador da área de sustentabilidade da campanha, Fábio Feldman, explicou as propostas e triou dúvidas de seguidores. Nesta terça (30), será a vez do ex-governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, debater o projeto de um “Estado eficiente, e democrático e soberano”, nas palavras de Aécio. O terceiro eixo da campanha, a cidadania, será abordado na quarta (1º) e quinta-feira (2º). Já o programa de desenvolvimento econômico será apresentado pelo ex-presidente do Banco Central Arminio Fraga. As propostas de todas as áreas já estão disponíveis no site. Uma das principais questões provocadas durante a campanha pela candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT), a manutenção do programa Bolsa Família, está garantida no programa. Aécio promete transformar o Bolsa Família em “política de estado, incorporando a Lei Orgânica de Assistência Social". Por outro lado, o candidato não é claro quando fala em instituir programas “nos moldes” do Minha Casa Minha Vida e do Pronatec. 

Cid Gomes convoca militância do Interior para a RMF

0 comentários
Acreditando que sucessão estadual será decidida principalmente em Fortaleza e Região Metropolitana, campanha de Camilo Santana (PT) organiza investida de reta final no entorno da Capital. Na noite desta segunda-feira, 29, o governador Cid Gomes (Pros) inclusive convocou lideranças de municípios para trazer “colônias” do interior para trabalhar pelo petista na RMF.

Em sua fala, o governador destacou inclusive importância de mobilizações do interior para a eleição de Roberto Cláudio (Pros) em 2012. “Quem ganhou a campanha do Roberto Cláudio no segundo turno foi essa turma aqui, que veio, muita gente veio para cá, trabalhou, fez boca de urna, e o Roberto Cláudio ganhou eleição”, disse.

Em seguida, Cid destacou que, apesar de votar em Sobral, ele próprio deverá viajar para a Capital para trabalhar pela eleição de Camilo.

“Sei que o ideal é que todos estejam nos próximos dias na sua cidade. Mas se puder destacar alguém que possa fazer uma boa reunião para atrair colônias dos municípios (...) concentrar na RMF e em Fortaleza, essa deverá ser nossa estratégia. Esse é o nosso objetivo”, disse o governador.



Redação O POVO Online

Celulares e tablets são proibidos durante votação

0 comentários
Em tempos de selfie e redes sociais, o eleitor tem de ficar atento às regras da Justiça Eleitoral para o uso de celulares, smartphones e tablets no dia do pleito. De acordo com a assessoria do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), enquanto estiver votando, o eleitor deve deixar o aparelho em um móvel, próximo aos colaboradores responsáveis pela seção eleitoral.
“Os mesários e o presidente de mesa estão orientados a determinar que o eleitor deixe os equipamentos eletrônicos que portar com o mesário”, informou a assessoria do TSE.
A legislação eleitoral proíbe o eleitor de “portar aparelho de telefonia celular, máquinas fotográficas, filmadoras, equipamento de radiocomunicação, ou qualquer instrumento que possa comprometer o sigilo do voto”.
Ainda segundo a Justiça Eleitoral, o sigilo do voto também abrange ambientes virtuais e redes sociais, ou seja, é proibido publicar imagens ou fotos do voto e quem fizer isso pode sofrer sanções. Segundo o TSE, não haverá revista de eleitores, mas as pessoas que desrespeitarem a legislação estão sujeitas a até dois anos de detenção.

A partir de hoje, eleitor só pode ser preso em flagrante delito

0 comentários
A legislação eleitoral prevê que, a partir de hoje (30) e até 48 horas após o encerramento das eleições, nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, salvo em flagrante delito, em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável ou por desrespeito a salvo-conduto.
Caso haja eleição em segundo turno para presidente da República ou governador, previsto para o dia 26 de outubro, a proibição da prisão de eleitor passa a valer a partir do dia 21 de outubro e também vigora até 48 horas depois do encerramento da votação.
A determinação está no Código Eleitoral, art. 236, caput. (Lei nº 4.737/1965).

Vox Populi mostra Dilma com 40%, Marina com 24% e Aécio com 18%

0 comentários

Pesquisa Vox Populi divulgada nesta segunda-feira mostrou um cenário eleitoral praticamente estável, com as variações nas intenções de voto para o primeiro turno dos principais candidatos dentro da margem de erro.
 
Segundo o levantamento, realizado sábado e domingo, Dilma tem 40 por cento das intenções de voto para o primeiro turno, seguida por Marina com 24 por cento e pelo candidato do PSDB, Aécio Neves, com 18 por cento. A margem de erro da pesquisa, divulgada pela TV Record, é de 2,2 pontos percentuais.
 
Na simulação de segundo turno entre as duas candidatas, Dilma tem 46 por cento e Marina 39 por cento. No confronto entre a petista e o tucano, a presidente venceria por 48 a 38 por cento.
 
O levantamento do Vox Populi anterior a esse foi contratado pela revista Carta Capital e realizado terça(23) e quarta-feira (24) da semana passada. Divulgado pelo site da revista na quinta-feira, a pesquisa mostrava no primeiro turno Dilma com 38 por cento, Marina com 25 por cento e Aécio com 17 por cento.
 
Na simulação de segundo turno entre as duas, Dilma aparecia na pesquisa anterior com 42 por cento e Marina com 41 por cento.
 
Na última terça-feira, a TV Record divulgou outro Vox Populi, realizado nos 20 e 21 de setembro, mostrando Dilma com 40 por cento, Marina com 22 por cento e Aécio com 17 por cento. Num segundo turno, a presidente batia a candidata do PSB por 46 a 39 por cento e derrotava Aécio por 49 a 34 por cento.
 
As pesquisas mais acompanhadas pelos analistas são Ibope e Datafolha, que têm abrangência maior. O levantamento mais recente do Datafolha, divulgado na sexta-feira, tinha Dilma com 40 por cento das intenções de voto para o primeiro turno, seguida por Marina, com 27 por cento, e Aécio, com 18 por cento.
 
Na simulação de segundo turno, a presidente tinha 47 por cento e a candidata do PSB 43 por cento.
 
No levantamento divulgado nesta segunda-feira, o Vox Populi ouviu 2.000 eleitores em 147 municípios entre sábado e domingo.

Em ato falho, Guimarães afirma que PT apoia Eunício e Camilo

0 comentários

O vice-presidente nacional do PT, José Guimarães, declarou, ontem (29), em ato falho, que "quem é PT, quem tem compromisso estratégico com o PT apoia Eunício, apoia Camilo e apoia Mauro Filho". na ocasião, o petista comentava sobre a importância de respeitar os interesses do partido acima, inclusive, dos interesses próprios.


Há cinco dias das eleições, mesmo que ainda em um ato falho, a declaração representa bem a complicada situação pela qual passa o PT no Ceará. Com a escolha de Camilo Santana (PT), político muito próximo ao governador Cid Gomes (PROS), como candidato ao governo, políticos petistas acabaram sendo escanteados da campanha, o que gerou uma crise na aliança PT/PROS, agravada com a escolha do laranja como cor de campanha, em detrimento do tradicional vermelho petista.

A ex-prefeita de Fortaleza Luizianne Lins (PT), por exemplo, até o momento não declarou apoio ao candidato do partido e ainda fez duras críticas à gestão de Cid Gomes, principal articulador político de Camilo. Até mesmo o ex-presidente Lula, que não iria se envolver na disputa pelo Palácio da Abolição, aceitou receber Camilo e Guimarães na esperança de por um fim à questão, mas não obteve sucesso. 

Confusão nacional

A confusa situação do PT não fica só em solo cearense, as duas principais lideranças nacionais do partido, a presidenta Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula, evitaram se envolver na disputa pelo Palácio da Abolição, omitindo-se de declarar apoio tanto a Eunício Oliveira (PMDB), quanto ao petista Camilo Santana. A medida foi um reflexo da crise nacional entre PT e PMDB e do desempenho de Eunício nas pesquisas de intenções de voto.

Confira a declaração de José Guimarães:


Ceará News 7

Estudantes da URCA farão protesto pelas ruas de Juazeiro do Norte

0 comentários
O horário da Marcha Pela URCA, está marcado para as 15h deste dia 01 de outubro, a concentração será em frente ao Centro de Artes- Campus Pirajá em Juazeiro do Norte.

OAB quer cassação de candidatura de Levy Fidelix por homofobia

0 comentários
Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a candidata à presidência da República do PSOLLuciana Genro, enviaram nesta segunda-feira (29) representações ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedindo que o presidenciável Levy Fidelix (PRTB) seja punido por homofobia.
Para a OAB, as declarações de Fidelix no debate da Record deste domingo (28), quando disse que é preciso "enfrentar" a minoria homossexual, que deve ser tratada "longe daqui", configuram crimes eleitorais e contra a paz pública, o que é passível de punição com a cassação do registro da candidatura.
A representação do PSOL, que também conta com o apoio do deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), diz que Levy "incitou a violência e a discriminação contra a população LGBT por meio de verdadeiro discurso de ódio e ofensa à coletividade LGBT".
Apesar de não existir um dispositivo específico na legislação eleitoral sobre homofobia, Genro e Wyllys lembram que não é permitido fazer propaganda política que estimule processos violentos para subverter o regime ou que incite atentados contra pessoas ou bens. Além disso, também há vedações para difamações e injúrias.
A representação do PSOL será relatada pelo ministro do TSE Herman Benjamin.

Hoje tem debate na TV Verdes Mares

0 comentários
O debate na televisão Verdes Mares começa logo após a novela Império. Todos os quatro candidatos: Ailton Lopes (PSOL), Camilo Santana (PT), Eliane Novais (PSB) e Eunício Oliveira (PMDB) confirmaram presença. Será mais uma oportunidade que eles terão de indagarem uns aos outros sobre suas propostas para a administração do Ceará, a partir de janeiro do próximo ano. O jornalista Luiz Esteves será o mediador.
Pela importância do debate, todos os candidatos cancelaram agenda externa nesta terça-feira. 

Cid Gomes se afasta do Governo do Ceará

0 comentários
O governador do Estado, Cid Ferreira Gomes (Pros), afastou-se, na tarde de ontem, da administração estadual, para dedicar-se com exclusividade, até domingo, à campanha do candidato ao Governo do Estado, Camilo Santana (PT). “A pior seca do Ceará é o mau Governo”, alegou Cid, ao justificar a sua decisão, ressaltando temer que “o Ceará possa ter, ao longo dos próximos quatro anos, um mau governo”.
Na segunda-feira (22), Cid Gomes havia anunciado para a imprensa o afastamento, durante solenidade de entrega de viaturas no Centro de Eventos do Ceará, já apontando preocupação com o futuro do Estado. “Em nome dessa preocupação e da responsabilidade que eu tenho com o povo cearense, sinto-me gravemente devedor [...] Eu vou me dedicar àquilo que eu acho mais importante nessa semana, que é dizer para as pessoas a minha opinião, as informações que eu tenho”, reverberou Cid Gomes.
O desembargador Gerardo Pontes Brígido, presidente do Tribunal de Justiça, assumiu o cargo, tendo em vista que o ex-vice-governador, Domingos Filho, pediu renúncia , no último dia 19 de agosto, para assumir o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios. O presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque (Pros), também entrava na lista de sucessão, contudo, não pode assumir porque está em campanha eleitoral.

CPI da Petrobras recebe pedido de convocação do ex-ministro Antonio Palocci

0 comentários
A CPI Mista que investiga denúncias de corrupção na Petrobras recebeu, na manhã desta segunda-feira (29), pedido para convocação do ex-ministro Antonio Palocci. A iniciativa partiu do deputado oposicionista Rubens Bueno (PPS-PR), com base em reportagem da revista Veja, segundo a qual o ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa disse que, em 2010, o então ministro da Fazenda do governo Lula lhe pediu R$ 2 milhões para a campanha de Dilma Rousseff ao Palácio do Planalto. Conforme a revista, a informação foi passada por Paulo Roberto dentro do acordo de delação premiada firmada com o Ministério Público e a Polícia Federal. Os parlamentares da CPI bem que tentaram, mas ainda não conseguiram ter acesso ao conteúdo dos depoimentos, o que só vai acontecer depois que o acordo for homologado pelo Poder Judiciário. Conforme o requerimento que pede a convocação de Palocci, tal acusação "é grave" e revela a necessidade de ouvir o ex-ministro para que sua versão dos fatos seja confrontada com a de Paulo Roberto Costa e com a do doleiro Alberto Youssef, que também já fechou acordo de delação. Informações da Agência Senado.

Polícia Federal deflagra operação

0 comentários
Uma operação para desarticular uma organização criminosa que furtava dinheiro de correntistas por meio da internet foi deflagrada nesta segunda-feira (29) com o cumprimento de oito mandados de prisão preventiva, dez de prisão temporária e 35 de buscas e apreensão. Os suspeitos podem ter desviado mais de R$ 2 milhões, de acordo com os investigadores, e agido no Distrito Federal, Goiás e São Paulo. Eles enviavam falsas mensagens eletrônicas pela internet que armazenavam dados bancários e senhas de acesso. Com as informações, a quadrilha conseguia acessar a conta bancária das vítimas por meio de canais digitais dos bancos, conhecidos por internet banking. Se for confirmada a suspeita, os presos pela operação nomeada pela PF como IB2K responderão pelos crimes de furto qualificado mediante fraude, participação em organização criminosa e lavagem de dinheiro. 

Prédio onde funciona sede do comitê central de Dilma pega fogo

0 comentários
Um incêndio atingiu o oitavo andar do edifício onde funciona a sede do comitê central da campanha da candidata Dilma Rousseff em Brasília (DF), por volta das 18h30 desta segunda-feira. O fogo já foi controlado. Segundo testemunhas, o prédio foi evacuado assim que o incêndio começou e ninguém se feriu.
De acordo com síndico do prédio, Mário Ferreira, o edifício, construído há 20 anos, não tem alarme de incêndio e as pessoas souberam do fogo quando viram a fumaça. “O nobreak de uma empresa de eventos começou a pegar fogo. As pessoas ficaram apavoradas e desceram pra chamar os seguranças, que ligaram para oCorpo de Bombeiros”, disse.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Sequestrador se entrega e libera refém em hotel em Brasília; armas e bombas são falsas

0 comentários
Ex-secretário de Agricultura de Combinado (TO), Jac Souza dos Santos, que mantinha há sete horas um mensageiro do hotel Saint Peter, em Brasília, como refém, se entregou por volta das 16h desta segunda-feira (29). Ele estava armado e prendeu supostos explosivos no corpo do funcionário, José Ailton Souza Junior – a polícia, no entanto, que havia informado de que havia 98% de certeza de que os artefatos eram verdadeiros, constatou que a arma e as bombas eram falsas. Jac não tem antecedentes criminais. Informações preliminares dão conta de que ele estaria trabalhando em uma campanha eleitoral. Com informações da Folha de S. Paulo.

Ventania derruba torre de Rádio em Jaguaretama

0 comentários
Foto: Alto Santo é Notícia
Uma forte ventania foi registrada na tarde desta segunda-feira,29, em Jaguaretama e deixou suas marcas. Uma torre da emissora de rádio Emoções foi derrubada com a força dos ventos.  

OAB-CE representa ao MPF sobre postagens racistas contra o povo cearense

0 comentários
O presidente em exercício da Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Ceará (OAB-CE), Ricardo Bacelar, assinou representação e notícia-crime junto ao Ministério Público Federal para responsabilizar os autores que teceram comentários de cunho racista ao povo cearense em virtude da eleição da Miss Brasil 2014, Melissa Gurgel.
Segundo Ricardo Bacelar, o sotaque cearense, a nossa cultura e os nossos bens simbólicos são patrimônios culturais que nos identificam enquanto povo. “Não podemos tolerar qualquer discriminação contra o povo do Ceará”, defende. No Twitter, postagens de cunho preconceituoso falam do sotaque cearense – uma internauta o define como “sotaquezinho sofrível” – e também comparam os padrões de beleza do Estado aos de outras regiões do Brasil. A  cearense Melissa Gurgel, 20 anos, foi eleita neste domingo (28) a Miss Brasil 2014. Ela disputou com outras 26 garotas a coroa de mulher mais bonita do país, em concurso realizado no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza.

Pesquisa CNT/MDA: Dilma (40,4%), Marina (25,2%) e Aécio (19,8%)

0 comentários
A presidente Dilma Rousseff (PT) ampliou a distância para Marina Silva de acordo com a pesquisa CNT/MDA divulgada nesta segunda-feira (29). Segundo o levantamento, a petista aparece com 40,4% das intenções de voto, frente a 25,2% de Marina. O candidato do PSDB, Aécio Neves, se aproximou da candidata do PSB e agora pontua com 19,8% das intenções de voto. Luciana Genro, do PSOL, chegou a 1,2% e Pastor Everaldo obteve 0,8%. Os demais candidatos, somados, aparecem com 0,5%, , enquanto votos brancos e nulos somam 5,9%. Outros 6,4% não sabem ou não responderam. Na simulação de segundo turno, foi a primeira vez que Dilma apareceu à frente de Marina, com 47% contra 38,7%. Na última pesquisa divulgada pelo CNT/MDA, as duas apareciam empatadas tecnicamente. Já o cenário com Aécio Neves e Dilma, a petista vence com uma vantagem maior, com 49,1% contra 36,8%. O levantamento fez ainda a simulação de uma disputa entre o tucano e a socialista, tendo Marina com 41,1% e ele 36%. A pesquisa foi realizada entre os dias 27 e 28 de setembro de 2014 e foram ouvidos 2002 eleitores. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais e o registro foi feito no TSE sob o código BR-00892/2014. 

Ex-prefeita de Fortim deve pagar R$ 42,2 mil por ato de improbidade administrativa

0 comentários
A ex-prefeita do Município de Fortim (a 132 km de Fortaleza), Maria da Conceição Chianca de Souza, foi condenada a pagar multa de R$ 30 mil e ressarcir os cofres públicos em R$ 12.225,07, por praticar ato de improbidade administrativa. Além disso, a ex-gestora também teve os direitos políticos suspensos por cinco anos.

A decisão é do juiz Francisco Marcello Alves Nobre, integrante do Grupo de Auxílio do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), para agilizar o julgamento de ações de improbidade e de crimes contra a administração pública (Meta 4 do Conselho Nacional de Justiça).
Segundo os autos (nº 125-18.2002.8.06.0078/0), relatório do Tribunal de Contas dos


Municípios (TCM) constatou aumento de R$ 12.225,07 entre o custo contabilizado e o custo avaliado referente à obra de ampliação e reforma da Praça São Pedro, no referido município, durante o exercício de 1997. Conforme laudo pericial de avaliação do TCM, o custo da obra, que era estimado em R$ 20 mil, não ultrapassaria R$ 7.744,93. Por isso, em agosto de 2002, o Ministério Público do Ceará (MP/CE) ajuizou ação requerendo a condenação de Maria da Conceição Chianca de Souza pela prática de improbidade administrativa. Na contestação, a ex-prefeita disse que não cometeu nenhum ato ilícito. Por fim, pediu a improcedência da ação.

Ao julgar o processo nessa sexta-feira (26/09), o magistrado considerou que “não obstante o pagamento de obras e serviços de engenharia terem sido efetuados e totalmente liquidados, restou demonstrado nos autos, em especial pelo levantamento in loco realizado pelo Tribunal de Contas, que alguns deles não foram executados de forma regular. Com efeito, há uma diferença de 158% entre o valor contabilizado da obra de reforma da Praça São Pedro e aquele resultante da avaliação levada a efeito pelos técnicos do Tribunal de Contas dos Municípios”. Ainda de acordo com o juiz, o valor do ressarcimento deverá ser devidamente atualizado. TJCE

IBOPE divulga boca de urna no Ceará neste sábado

0 comentários

No sábado (4), véspera das eleições, o IBOPE divulgará a pesquisa de boca de urna para a sucessão estadual no Ceará.  Encomendada pela TV Verdes Mares, o levantamento, que foi registrado nesta segunda-feira (29) com o número de protocolo CE-00027/2014 , terá início ainda hoje e término no sábado. 

O instituto ouvirá 1204 pessoas, que vão responder em quem votarão para governador e senador. O questionário completo a ser aplicado pode ser visto aqui

MP acusa prefeito de Assaré de improbidade administrativa

0 comentários
O Ministério Público do Estado do Ceará, através do promotor de Justiça Lucas Azevedo, propôs, no dia 23, uma ação civil pública pela prática de ato de improbidade administrativa contra o prefeito de Assaré, Luís Samuel Freire (PT) e a secretária de Educação, Maria Ferreira Leite. Por determinação de secretários municipais e sob a fiscalização e gestão do atual prefeito, vários prédios públicos da Administração Municipal tiveram, desde 2013, a pintura de suas fachadas modificadas para as cores vermelho e branco. O fardamento de parte dos alunos da rede pública municipal e o uniforme dos professores e garis do Município de Assaré também foram modificados para as cores vermelho e branco.
 Em razão disso, foi requerido judicialmente, a título de tutela antecipada, o bloqueio e indisponibilidade de bens do prefeito e da secretária de Educação em montante equivalente à parcela dos danos causados aos cofres públicos que puderam ser identificados inicialmente pelo Ministério Público. Foi requerido também em sede de tutela antecipada o cumprimento de obrigação de fazer consistente na retirada das cores vermelha e branca da pintura dos prédios públicos do Município, tudo às expensas dos requeridos; recolher os uniformes de todos servidores do município que contenham a cor vermelha; usar somente as cores oficiais da bandeira do município (azul, amarelo e verde) para a confecção dos uniformes dos servidores e fardamento dos alunos, bem como na pintura dos prédios da administração pública municipal.

 Por fim, também foi requerida em sede de tutela antecipada a condenação da parte promovida ao cumprimento de obrigação de não fazer, para que se abstenham de realizar qualquer tipo de pintura em bens públicos com a cor que reconhecidamente identifica o Partido dos Trabalhadores, qual seja, vermelho. O processo agora está aguardando decisão judicial acerca dos pedidos de tutela antecipada formulados. O Ministério Público também requereu urgência na prolação da decisão de caráter antecipatório, tendo em vista a gravidade dos fatos relatados na ação judicial.
 Antes do ingresso da atual chefia do Poder Executivo Municipal, os prédios públicos de propriedade do Município que abrigam a Prefeitura; da escola Maria Isabel; da Academia da Rodoviária; do Parque de Vaquejada; do Conselho Tutelar; da sede do Programa Assistencial do Bolsa Família e da quadra poliesportiva do bairro Banguê, via de regra, ostentavam em suas pinturas as cores da bandeira do Município de Assaré (azul, amarelo e verde).
 Após assumir o poder, o prefeito Luís Samuel Freire determinou, valendo-se do trabalho desempenhado por seus Secretários, a contratação de serviços de pintura de vários prédios públicos municipais. Os serviços de pintura foram concluídos no ano de 2013 e, após a realização do trabalho nos prédios públicos do Município, observou-se que foram utilizadas nas pinturas justamente as cores vermelho e branco do Partido dos Trabalhadores (PT) ao qual o prefeito é filiado desde 22/03/2011.
 Não se trata de uma mera coincidência; mas, sim, de um ato que caracteriza notória promoção pessoal. Assim, ele tencionou caracterizar os prédios públicos da cidade com a marca pessoal da sua gestão, atrelando a imagem das cores do PT à gestão da coisa pública. Detalhando os fatos, identificou-se que, no caso específico da contratação dos serviços de pintura do prédio que abriga a escola Maria Isabel, fora aberto o procedimento licitatório por ordem direta da Secretária de Educação do Município. Uma vez escolhida a pessoa jurídica vencedora do certame, fora assinado contrato administrativo e realizado o serviço, figurando-a como ordenadora de despesas.
 Somente na contratação da empresa que realizou os serviços de pintura na escola Maria Isabel, no ano de 2013, foi gasta a quantia de R$ 53.975,09,  valor esse gasto com a finalidade de patrocinar a promoção pessoal do primeiro requerido com a utilização das cores vermelho e branco e disseminação da sua marca pessoal pela comunidade local.
 O prefeito e secretária de Educação do Município, efetivaram o uso indiscriminado das cores do PT, ferindo os princípios administrativos da impessoalidade e moralidade, além de causar danos ao erário público gastando dinheiro público para fazer promoção pessoal e marcar os prédios públicos com as cores vermelho e branco. MPCE

Vice de Eunício, Roberto Pessoa diz que Pros é "congregador de traíras"

0 comentários

Candidato a vice-governador pela chapa de Eunício Oliveira (PMDB), o ex-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa (PR), questionou suposta ausência de ideologia do Pros – partido do governador Cid Gomes (Pros). Acusando a legenda de ter sido “feita para congregar traíras”, Pessoa criticou “incoerência ideológica” e acusou governo Cid de promover uma “ditadura” no Estado.

“O Pros não existe, só existe no Estado do Ceará. É partido feito para congregar esses traíras. No caso, Cid já teve oito partidos. Sabe quando você tem um boi, aí bota um ferro para passar para o dono? Então, eles têm oito ferros. Não têm coerência nenhuma e o Pros não existe, só pela máquina pública”, disse.

Roberto Pessoa destacou que candidatura de Eunício promete “diálogo”, ao contrário do que ocorreria na atual gestão. “Hoje é umaverdadeira ditadura (...) crítica deles só vem se disputa contra. Pode ser o maior ladrão do mundo, estando com ele é bom”, diz.

Roberto Pessoa ainda criticou o Ronda do Quarteirão, um dos programas carro-chefe da atual gestão na Segurança Pública. Segundo Pessoa, a ação seria apenas “político-eleitoreira”. “E você vê cada vez mais gente morrendo (...) é um governador desqualificado, porque não protege a vida dos habitantes”, disse.

O POVO Online entrou em contato com a assessoria de imprensa do Pros no Ceará. O partido ainda avalia como irá se pronunciar sobre o caso. 


Redação O POVO Online

Em Fortaleza, FHC diz que eleição hoje "é compra de voto" e acusa Dilma de "arrebentar" economia

0 comentários
Em passagem por Fortaleza, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) disse nesta segunda-feira, 29, que Dilma Rousseff (PT) “merece um Nobel” por ter, segundo ele, conseguido “arrebentar o setor do petróleo, do etanol e da energia”. O tucano ainda afirmou que eleição no País hoje “é compra de voto”, e defendeu proibição da doação de empresas privadas para todos os candidatos.

“O governo hoje não tem capacidade de pôr em prática nem o que foi proposto por ele e autorizado pelo Congresso”, disse. A fala de FHC contra Dilma foi bastante aplaudida pela plateia. 

Defendendo necessidade de reforma política no País, Fernando Henrique afirmou que “não ter certeza” se o financiamento público de campanha pode ser uma saída, mas questionou doações de empresas privadas para todos os candidatos na disputa. “Quem dá para um, não pode dar para outro (...) A democracia hoje é financiada por empreiteiras, pelos bancos e quatro ou cinco empresas”.

FHC participou do evento “Brasil em Debate”, fórum promovido em parceria entre a Cooperativa da Construção Civil do Ceará (Coopercon-CE) e o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon-CE). O evento ocorre no La Maison Coliseu, no Papicu.


Redação O POVO Online

Senado vai gastar R$ 3,7 milhões em "modernizações"

0 comentários
Os 81 senadores vão ter direito, a partir do ano que vem, a notebooks individuais com telas "touch screen", novos painéis de votações no plenário e nas comissões, além de televisões de tecnologia "full HD" nos principais corredores da Casa. A aquisição dos equipamentos tem como objetivo "modernizar" a estrutura da Casa. Terá o custo de R$ 3,7 milhões.

Olha o IBGE aí gente !

0 comentários
Sindicância no instituto, após os erros nos resultados sobre a desigualdade no País, poderá lançar luz sobre um cenário de divergências internas, falta de estrutura e influência política em um órgão cuja sobrevivência depende de credibilidade

TSE proíbe propaganda de Dilma em prédios públicos

0 comentários
O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Tarcisio Vieira determinou que a campanha da presidente Dilma Rousseff (PT) suspenda a projeção de propagandas eleitoras maiores que 4 m² sobre prédios. Com divulgação do número de votação e de ações do governo, os "outdoors eletrônicos" foram instalados em Brasília, São Paulo, Guarulhos (SP), Vitória, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Belo Horizonte. A decisão, em caráter liminar, atendeu a pedido de Aécio Neves (PSDB), sob o argumento de utilizaram a fachada de bens públicos e particulares, principalmente em pontos turísticos movimentados e com "forte e imediato apelo visual". O ministro Tarcisio Vieira acatou o argumento e afirmou que, além do "impacto visual significativo", a propaganda viola a legislação eleitoral e contraria o princípio do equilíbrio e a igualdade entre candidatos na disputa. Segundo a lei, são permitidos outdoors de no máximo 4 m². O ministro citou ainda o artigo que proíbe propaganda de qualquer natureza nos bens cujo uso dependa de cessão ou permissão do Poder Público, ou que a ele pertençam, e nos de uso comum, inclusive postes de iluminação pública e sinalização de tráfego, viadutos, passarelas, pontes, paradas de ônibus e outros equipamentos urbanos.

Detalhes do debate com os presidenciáveis na TV Record

0 comentários
Dilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB) buscaram uns aos outros nas perguntas e também foram os principais alvos dos questionamentos dos demais rivais durante o quarto debate entre candidatos a presidente da campanha eleitoral deste ano, organizado na noite deste domingo (28) pela TV Record.
O debate durou cerca de duas horas e reuniu sete presidenciáveis: Dilma Rousseff (PT),Marina Silva (PSB), Aécio Neves (PSDB), Pastor Everaldo (PSC), Luciana Genro(PSOL), Eduardo Jorge (PV) e Levy Fidelix (PRTB). Foi dividido em quatro blocos, dois dos quais com perguntas entre os próprios candidatos, um com perguntas de jornalistas e outro destinado às considerações.
Pelo sorteio da ordem das questões, Dilma teve a oportunidade de perguntar duas vezes diretamente para Marina, que perguntou à petista uma vez. Numa das indagações formuladas por jornalistas, o questionamento foi dirigido à presidente, com comentário da candidata do PSB.
 
Dilma x Marina
O primeiro embate entre Dilma e Marina se deu logo na segunda pergunta do debate, quando a presidente questionou a adversária sobre as mudanças de partido – ela saiu do PT para o PV, sigla que deixou para tentar criar a Rede, e por fim ingresou no PSB – e sobre a posição em relação à votação no Congresso da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).
Marina afirmou que votou a favor da criação da CPMF e disse ter coerência nas posições que defende. 'Mudei de partido para não mudar de ideais e de princípios', declarou. 'Não faço oposição por oposição. Sei o que é melhor para o Brasil'.  Na réplica, Dilma se disse 'estarrecida' pelo fato de, segundo ela, Marina ter se 'esquecido' de que votou contra a CPMF.
Noutro embate, Marina chamou de 'fracasso' a política do governo para o etanol. Disse que, durante o governo da petista, 70 usinas foram fechadas e 40 estão em recuperação judicial. 'A política de etanol do meu governo é baseada naquilo que você é contra: o subsídio', afirmou, dirigindo-se a Marina. 'Temos um conjunto de medidas para reforçar o setor de etanol', respondeu Dilma.
A presidente quis saber ainda a opinião de Marina sobre o crédito concedido por bancos públicos e disse que a adversária não sabe qual é o montante de crédito concedido. Marina afirmou que é um 'boato' a versão de que pretende 'enfraquecer' os bancos públicos. 'Não só vou manter o crédito dos bancos públicos, como vou fortalecer os bancos públicos. Isso é só mais um boato em relação à nossa aliança', declarou. ''O seu programa de governo diz que a sra. vai reduzir o crédito para os bancos públicos', retrucou Dilma. Marina reagiu reafiirmando que essa versão é um 'boato'. 'O que vamos evitar é subsídio para empresários falidos, aqueles que são os ungidos [...] Não vamos é permitir que o recurso do BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social] seja usado para meia dúzia', declarou.
Aécio x Dilma
Aécio Neves foi alvo de perguntas de Dilma e Marina e conseguiu perguntar uma vez a Dilma. Também ouviu comentário de Dilma para uma pergunta feita a ele por um dos jornalistas.
O tucano aproveitou para criticar o governo ao ser questionado por Marina sobre a questão da energia. Ela quis saber o que Aécio pretende fazer, se eleito, para evitar um 'apagão' energético. Ele afirmou que não houve planejamento do governo nem investimento em linhas de transmissão. Marina disse que é preciso acabar com o 'improviso' e que o governo 'não fez o dever de casa' no setor de energia.
Dilma questionou Aécio sobre quais privatizações ele pretende fazer se for eleito e disse que o governo do PSDB tentou mudar o nome da Petrobras. Na resposta, Aécio disse que pretende 'reestatizar' a Petrobras e afirmou que as denúncias em relação à estatal 'não cessam'.
'É eleitoreiro falar que o sr. vai reestatizar. Vocês tentaram vender as ações a preço de banana', afirmou Dilma. Noutro momento, a presidente disse que o PSDB 'quebrou o Brasil três vezes' e 'desempregou'.
Corrupção
'Vou poupá-la do tema corrupção. Vamos falar sobre segurança pública', propôs Aécio ao perguntar para Dilma. Ela respondeu dizendo pretender ampliar as ações do governo federal nessa área, que é prerrogativa dos estados. Mas na réplica retomou o tema corrupção: 'Quero voltar ao tema corrupção. Na minha vida, tive tolerância zero com corrupção. Dei autonomia para a Polícia Federal prender Paulo Roberto e os doleiros todos', declarou.
Ao responder a uma pergunta de Pastor Everaldo, Aécio também criticou o pronunciamento de Dilma na abertura da Assembleia das Nações Unidas, na semana passada, em Nova York. Segundo ele, a presidente foi à ONU para fazer um 'autoelogio' do seu governo e propor diálogo com terroristas do grupo Estado islâmico, 'uma mancha na política externa brasileira'.
Alvos dos outros
Marina e Dilma também foram objeto de comentários em perguntas e respostas de outros candidatos. Levy Fidelix, por mais de uma vez, disse que Marina tem a companhia de 'sonegadores e banqueiros'. Dilma chegou a obter direito de resposta depois que Levy Fidelix e Pastor Everaldo debateram entre si o tema corrupção na Petrobras. 'Uma coisa tem de ficar clara: quem demitiu o [ex-diretor preso da Petrobras]  Paulo Roberto [Costa] fui eu. Eu fui a única candidata que apresentou propostas concretas de combate à corrupção', disse Dilma no tempo do direito de resposta.
Considerações finais
No último bloco, o das considerações finais, Dilma perguntou ao eleitor quem tem mais experiência e apoio político, quem enfrentou uma crise internacional e tem 'firmeza' para projetar o Brasil no cenário mundial. 'Peço que você reflita sobre todas essas questões. Tenho certeza que você vai fazer a melhor escolha', pediu.

Marina Silva afirmou que criará escolas em tempo integral e se comprometeu com o fim da reeleição. Reiterou que quer 'manter as conquistas e corrigir os erros'. A candidata disse que quer acabar com a polarização entre PT e PSDB, que, segundo ela, não têm mais condições de 'ouvir o Brasil'.
Aécio Neves disse ter se preparado para apresentar uma proposta de inflação controlada e retomada do crescimento. Segundo ele, o atual governo perdeu as condições de governar e Marina Silva ainda não reúne essas condições.
Pastor Everaldo se disse a favor da meritocracia, da liberdade da imprensa 'sem marco regulatório' e criticou o 'mar de corrupção'. 'Vote a favor da família', concluiu.
Eduardo Jorge afirmou que é o 'candidato do coração' das pessoas. 'Você tem que votar no que acha melhor, no que mais se identifica com vocês', afirmou.
Luciana Genro disse que é a 'única candidatura de esquerda coerente'. 'Para que as bandeiras sejam vitoriosas, precisamos do seu voto', pediu a candidata.
Levy Fidélix declarou que não é 'utópico' e que não vencerá as eleições. Criticou o pagamento de juros bancários e pediu 'consciência' a Dilma, Marina e Aécio. 'Apenas me coloco para 2018 como investimento, tá?', afirmou. G1

Eleições: os indecisos é que decidirão

0 comentários
A uma semana do primeiro turno, a eleição presidencial de 2014 já é a mais apertada da história desde a de 1989. Em todas as que vieram depois — de 1994, 1998, 2002, 2006 e 2010 —, era possível dizer às vésperas do segundo turno, com razoável segurança, quem subiria a rampa do Palácio do Planalto. Mesmo na eleição de 1989, a única que pode se assemelhar à atual, o candidato do PRN, Fernando Collor de Mello, largou no segundo turno com folgados 9 pontos à frente do petista Luiz Inácio Lula da Silva — a diferença entre os dois só foi cair na reta final da segunda fase, para chegar à diferença de 1 ponto a alguns dias da votação decisiva. Agora, os levantamentos mostram que Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB), a primeira e a segunda colocadas no primeiro turno, estão a uma inédita diferença de apenas quatro pontos para a petista no segundo turno, um empate técnico dentro da margem de erro, segundo o último levantamento do Datafolha, divulgado na sexta-feira passada.
Em um páreo tão disputado assim, em que qualquer pequena vantagem pode definir o resultado final, os olhos dos vitoriosos no primeiro turno se voltarão já na manhã de 6 de outubro para um pequeno grupo de eleitores: o dos indecisos — mais especificamente, aqueles que viram o nome de sua escolha sair derrotado da primeira fase e ainda não decidiram com quem ficarão depois. Cerca de 20% dos eleitores de Aécio e iguais 20% dos eleitores de Marina se encaixam nesse perfil — são, em sua maioria, mulheres e não sabem em quem votarão caso seu candidato fique de fora do segundo turno.
Esses 20% de “órfãos” indecisos do tucano representam um contingente de apenas 3% do eleitorado brasileiro. Os 20% que comporiam os órfãos indecisos de Marina, na hipótese de ela perder para Aécio, equivaleriam a 6% do total de eleitores. Os cálculos são do estatístico Neale El-Dash, diretor do site Polling Data. Nos dois casos, trata-se de um contingente pequeno de brasileiros. Mas, com a disputa cabeça a cabeça, quem conquistá-lo será o próximo ou — mais provavelmente — a próxima presidente da República. VEJA

Câmara Municipal de Fortaleza lirá discutir cassação de A Onde É

0 comentários
O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor), deverá se reunir após as eleições, para discutir o futuro político do vereador Antônio Farias de Sousa (PTC), mais conhecido como “A Onde É”, preso em flagrante  na última sexta-feira (26), na agência do Banco do Brasil, na Monsenhor Tabosa, por pegar para si o salário de R$ 1.900,00 de um de seus assessores. Antes de tornar-se vereador em 2012, A Onde É era entregador de pizza e foi eleito com uma votação expressiva com 6.042 votos.
O presidente do Conselho de Ética da Câmara, vereador Adelmo Martins (PR), informou que o colegiado só irá se reunir, caso a Corregedoria da Casa encaminhe o caso para ser apurado. Diante da gravidade do caso, Adelmo ponderou que a Câmara deverá apurar os fatos e avaliar sobre a cassação do mandado do parlamentar. “Agora eu acredito que só depois da próxima semana que será discutido, em razão de alguns vereadores da Comissão estarem participando das eleições”, frisou.
O vereador A Onde É, é suplente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da CMFor. Até o fechamento desta edição, o vereador continua preso na Delegacia de Capturas, no Centro de Fortaleza. Na sexta-feira, A Onde É  havia sido encaminhado para o 2º Distrito Policial, no bairro Meireles, onde foi autuado em flagrante pelo crime de concussão, previsto no artigo 316 do Código Penal Brasileiro, que consiste em adquirir vantagem de algo para si ou para outros. O crime não prevê pagamento de fiança, e o denunciado pode pegar de 2 a 8 anos de prisão.
Durante a sua prisão, o vereador acompanhava um de seus assessores parlamentares e esperava que ele realizasse o saque de R$ 1.900, referente ao pagamento do mês, para ficar com a dinheiro. Momentos antes, a vítima havia feito uma denúncia na Polícia Civil, dando conta de que era a segunda vez que era obrigado a entregar a quantia, sob ameaça e intimidação do vereador.
Já o advogado do vereador, Leandro Vasques, afirmou ser o caso “um grande equívoco”, justificando que “A Onde é” recebia o dinheiro de um empréstimo de um homem que seria amigo em comum dele e de seu assessor parlamentar.
INVESTIGADO
No início de agosto, A Onde É foi investigado pelo Ministério Público Eleitoral e pela Polícia Civil. Em seu nome, o órgão pediu três mandados de busca e apreensão para a investigação de possível recebimento de parte dos salários de servidores da Câmara. Durante a investigação, a Procuradora de Crimes Contra a Administração Pública (Procap) chegou a  encontrar contracheques de servidores juntos a uma relação com o nome de cada um e o valor especificado para uma possível cobrança.

Agenda dos candidatos ao Governo do Ceará nesta segunda-feira(29)

0 comentários
Ailton Lopes (Psol) 

9h: reunião na Associação dos Defensores Públicos do Estado do Ceará (Adpec), em Fortaleza.

Tarde: reuniões internas. 

19h: roda de conversa sobre cultura no restaurante Mambembe.


Camilo Santana (PT)

13h30: carreata em Caucaia, na região metropolitana de Fortaleza.

16h30: gravação de programa na TV Jangadeiro. 

19h: encontro com lideranças políticas , em Fortaleza.


Eliane Novais (PSB) 
Reuniões internas


Eunício Oliveira (PMDB) 

Manhã - Reunião com coordenadores de campanha

Tarde - Gravação de programa eleitoral

20h - Encontro com representantes das igrejas evangélicas

Falta até bandeira para campanha de Marina Silva, diz coordenadora

0 comentários
A deputada federal Luiza Erundina (PSB-SP), coordenadora da campanha de Marina Silva (PSB) à Presidência, afirmou que faltam recursos e estrutura para a coligação na corrida eleitoral.
Erundina participou na manhã de ontem (28) de uma carreata que começou na região do ABC e terminou com um comício no largo da Batata, na zona oeste de São Paulo. O comício, que não contou com a presença de Marina e do candidato a vice Beto Albuquerque (PSB), reuniu cerca de 50 pessoas. Ela disse ter percebido ausência de propaganda de Marina no trajeto até o comício.
“Se você percorre a cidade, a zona leste, a zona sul, você não vê uma imagem da Marina. Nos grandes corredores da cidade não temos material dela. É uma candidata invisível, porque não tem material, não tem estrutura, não tem recursos. Essa é uma realidade. Temos que transformar esse vazio com a presença da militância e a nossa presença”, afirmou.

Assaltado comitê de Padilha e Suplicy

0 comentários
O comitê de campanha do candidato a governador de São Paulo pelo PT, Alexandre Padilha, e a senador, Eduardo Suplicy, foi assaltado na manhã de ontem. A informação foi confirmada ontem. O comitê funciona na Avenida Brigadeiro Luís Antônio. De acordo com o PT, foram roubados celulares, um automóvel e cheques em branco. O boletim de ocorrência foi feito no 14º Distrito Policial.A Secretaria de Segurança disse que ainda não tinha informações sobre o ocorrido.

Houve momentos de tensão entre Camilo e Eunício Oliveira no debate da TV Diário

0 comentários
A proximidade do pleito para o Governo do Estado intensificou a condição emocional dos candidatos e aqueceu o debate realizado, ontem, pela TV Diário e retransmitido pela Rádio Verdes Mares. Logo na parte final, o representante do PSOL na disputa, Ailton Lopes, embargou a voz, nas considerações finais, e deixou o estúdio em direção ao banheiro visivelmente abalado. Ao entrar no camarote, o postulante começou a chorar, mas depois voltou para conceder entrevista à imprensa.
Durante o debate, os candidatos mais bem colocados de acordo com as últimas pesquisas eleitorais, Camilo Santana e Eunício Oliveira, também não foram cautelosos e partiram para o confronto direto. Logo no primeiro bloco em que foi permitida a elaboração de questionamentos entre os postulantes, o peemedebista direcionou a pergunta ao representante do PT na disputa.
Eunício Oliveira, ao fazer uma pergunta sobre segurança pública, tema previamente sorteado, o candidato Camilo Santana citou a importância das escolas em tempo integral como ação de combate à violência, mas logo dedicou à resposta para afirmar que o peemedebista estaria se aproveitando do tempo destinado ao horário eleitoral gratuito para acusar "covardemente" o petista de envolvimento no escândalo dos banheiros.
Covardemente
"Eu queria aproveitar essa oportunidade para dizer que, nos últimos dias, o senhor tem usado seu tempo de televisão para covardemente me acusar que eu estou envolvido no chamado escândalo dos banheiros. (...) Eu não era secretário das Cidades quando esse caso aconteceu, em 2010. Eu só assumi a Secretaria em janeiro de 2011 e fui eu, como secretário, que descobri o problema. Aliás, quem está sendo acusado, respondendo até criminalmente, são seus aliados", ressaltou ao fazer referência ao deputado estadual Téo Menezes (DEM) e ao ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Teodorico Menezes.
O candidato Eunício Oliveira, no entanto, rebateu o petista ao alegar que teria mostrado na propaganda eleitoral apenas que o TCE e o Ministério Público estariam investigando o caso.
"Eu nunca fiz uma acusação ao senhor e, muito menos, uma acusação leviana. (...) Quem faz acusações ao senhor é o Tribunal de Contas do Estado, quem está investigando o senhor é o Ministério Público. Nós somos os candidatos ao Governo do Estado e a população tem o direito de saber em quem vai votar no dia 5", frisou o peemedebista ao acrescentar ainda que Ciro Gomes é quem estaria fazendo acusações covardes contra ele.
Em seguida, Camilo Santana aproveitou a tréplica para destacar que, apesar de o Ministério Público tê-lo incluído no processo como secretário das Cidades, não estaria investigando se ele teve responsabilidade no escândalo dos banheiros.
A candidata Eliane Novais ainda endossou a polêmica em torno do tema ao lembrar que, na Assembleia Legislativa, Camilo Santana e nem o partido de Eunício Oliveira apoiaram a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para que a Casa contribuísse para a investigação naquela época.
O clima de acirramento entre os candidatos também foi perceptível antes da realização do debate. Eliane Novais e Eunício Oliveira chegaram primeiro à TV Diário acompanhados de assessores. Em Seguida, Camilo Santana chegou ao lado do prefeito Roberto Cláudio e, por último, Ailton Lopes ao lado de correligionários dos partidos.
Os quatro representantes na disputa trocaram cumprimentos rápidos e pouco trocaram palavras, dedicando o momento anterior ao debate mais para a conversa com os assessores.
Blocos
O debate foi dividido em cinco blocos. No primeiro, os candidatos responderam ao questionamento feito pelo mediador, jornalista Edison Silva, acerca do que o próximo governante pode fazer para tornar a máquina pública mais eficiente no enfrentamento às principais dificuldades reclamadas pela população.
Enquanto Eunício Oliveira pontuou que o governante precisa estar mais atento ao combate ao desperdício diante da pobreza do Estado, Eliane Novais acusou a atual administração da falta de vontade política para o enfrentamento dos problemas, Camilo Santana apresentou um panorama geral dos principais resultados alcançados pela atual gestão e Ailton Lopes destacou que os demais concorrentes representavam a defesa de um mesmo modelo de desenvolvimento econômico que não atende aos principais interesses dos que vivem no Estado.
Nos demais blocos, os candidatos se dividiram entre respostas às perguntas formuladas pelos próprios representantes na disputa acerca dos temas de saúde, educação, infraestrutura e segurança pública, previamente sorteado.
O acirramento entre os candidatos continuou no debate acerca da Saúde, que gerou embates em mais de um bloco. Ailton Lopes criticou a proposta de Camilo Santana em criar um sistema de avaliação das equipes que atuam nas unidades de atendimento à população ao avaliar que o projeto é uma forma de culpar o servidor público pela baixa estrutura. Já Eunício Oliveira reclamou da atual administração de ter inaugurado unidades de saúde sem se preocupar com a valorização do profissionais do setor.
Postulantes avaliam como positiva a discussão na TV
Marcado pelo acirramento do fim da campanha eleitoral, os candidatos ao Governo do Estado avaliaram o debate promovido pela TV Diário, ontem, como positivo e esclarecedor para os eleitores cearenses nesta reta final da eleição.
Após deixar o debate abalado, Ailton Lopes (PSOL) concedeu entrevista à imprensa. Ele destacou a importância do debate e criticou os candidatos que usam o momento para brigar. "Todo debate é fundamental, porque a gente coloca as ideias, claro que algumas candidaturas preferem ficar se engalfinhando e, na verdade, é uma pena. Pedimos um voto consciente e útil".
Camilo Santana (PT) afirmou que o momento permitiu expor aos eleitores as propostas de cada candidato para os próximos quatro anos. "Quanto mais debates melhor para que a população possa conhecer as propostas dos candidatos, o que eles pretendem fazer nos próximos quatro anos para o Ceará, portanto está de parabéns o Sistema".
Para Eunício Oliveira (PMDB), a oportunidade forneceu ao eleitor informações sobre os postulantes para que se consiga fazer uma avaliação correta sobre cada um. "Esse debate tem esse papel de esclarecer a população, para que o eleitor possa tomar conhecimento do que pensa cada cidadão que esteja disputando o Governo do Estado e tenha todas as informações".
Eliane Novais (PSB) ressaltou que o debate lhe proporcionou a chance de mostrar a diferença da sua candidatura das demais. "Foi muito bom o debate, todos os candidatos estiveram presentes, muitas vezes não há vontade de participar".
Insultos e agressões físicas de manifestantes na rua
Enquanto o debate com os candidatos ao Governo do Estado acontecia nos estúdios da TV Diário, do lado de fora diversos militantes dos candidatos com mais intenções de votos nas pesquisas, Camilo Santana (PT) e Eunício Oliveira (PMDB), lotavam os arredores do local com bandeiras e carros de som. Eles trocavam insultos, acusações aos candidatos e, em um certo momento, chegaram as vias de fato. A cena foi protagonizada por duas jovens que, após trocarem ofensas, foram ao chão se estapeando e puxando cabelo, mas logo foram contidas por seguranças e outros militantes.
A movimentação dos militantes que, em diversos momentos, foi marcada por clima de briga, também foi acompanhada por policiais militares posicionados nos arredores. Militantes, vestidos com blusas do candidato Eunício e com tampas de vaso sanitário nas cabeças, jogavam papel higiênico em militantes de Camilo e o acusavam de envolvimento no caso do desvio de kits sanitários. Eles também criticaram o governador Cid Gomes (PROS) o chamando de censurador. No ar, os dois candidatos trataram também desse assunto.
O grupo do petista revidava jogando água nos adversários políticos e gritando "Seja homem, senador", em referência a um vídeo do governador que circula na Internet. Os momentos foram acompanhados por membros e assessores da campanha de ambos candidatos. Poucos militantes de Ailton Lopes (PSOL) e Eliane Novais (PSB) estiveram nas proximidades da TV Diário.
 

Blog do Alex Santana . Copyright 2008 All Rights Reserved Revolution Two Church theme by Brian Gardner Converted into Blogger Template by Bloganol dot com